Estudo da GfK diz que ‘propensão para comprar em Portugal’ está abaixo da média europeia

Neste parâmetro, o consumidor que apresenta mais predisposição para comprar é o alemão, enquanto o consumidor espanhol é o que tem menos vontade de adquirir produtos/serviços.

De acordo com o estudo da GfK, a ‘Propensão Para Comprar em Portugal’ foi o único indicador abaixo da média europeia com nove pontos, menos dois no último mês do ano face a setembro. Neste parâmetro, o consumidor que apresenta mais predisposição para comprar é o alemão, enquanto o consumidor espanhol é o que tem menos vontade de adquirir produtos/serviços.

O estudo “Clima de Consumo na Europa” da GfK revela ainda que o clima de consumo na Europa revelou-se bastante otimista no último mês de 2019, em comparação com setembro do mesmo ano.

Conforme mostra o novo estudo “Clima de Consumo na Europa” da GfK, os consumidores portugueses mantêm-se otimistas, apesar da ligeira quebra nas expetativas económicas, com uma descida de dois pontos em dezembro face a setembro de 2019.

O comunicado do estudo enviado pela GfK Portugal realça que a média europeia regista menos sete pontos face a esse período, sendo que Portugal está posicionado bem acima deste valor, com onze pontos.

Os países que apresentam o clima de consumo mais favorável são a Polónia com 27 pontos e a Grécia, apenas com a descida de um ponto, face a setembro de 2019. Já Espanha, é o país que apresenta uma perspetiva mais negativa, com menos dez pontos do que em setembro, revelam as conclusões do estudo.

Já no que toca às expetativas salariais, estas continuaram a registar, em média, aumentos por toda a Europa, mostrando-se particularmente positivas.

Os consumidores na Áustria, República Checa, Alemanha e Grécia foram os mais otimistas relativamente aos aumentos dos seus rendimentos, e este indicador registou um aumento significativo em Portugal, colocando-o bem acima da média europeia, diz a GfK. Já França é um dos países cujas expetativas de aumentos salariais diminuiu oito pontos em dezembro, em comparação com o mês de setembro.

 

Ler mais
Recomendadas

Deco defende mudanças no acesso à tarifa social após fim da suspensão dos cortes

A associação de defesa do consumidor Deco emitiu hoje um alerta a lembrar que o regime que impede a suspensão dos serviços essenciais termina no final deste mês e a defender mudanças no acesso às tarifas sociais.

Direitos excecionais e temporários relativamente a serviços essenciais acabam a 30 de setembro

Para todas as faturas que estejam em atraso desde 13 de março, o consumidor poderá solicitar um plano de pagamentos em prestações mensais, sem juros, o qual pode iniciar-se apenas no mês de novembro.

Proibição de corte do fornecimento de energia termina no dia 30, diz ERSE

A ERSE alerta os consumidores que se encontrem numa destas situações, e tenham faturas com pagamento em atraso, que “devem contactar o fornecedor de eletricidade e gás natural no sentido de solicitarem um plano de pagamento em prestações.
Comentários