EUA: Covid-19 faz disparar taxa de desemprego para novo recorde de 14,7% em abril

A pandemia da Covid-19 teve um impacto forte no mercado de trabalho na maior economia do mundo, levando à maior taxa de desemprego e ao maior aumento mensal desde que a série de dados foi criada, em 1948.

Getty Images

A taxa de desemprego nos Estados Unidos disparou para 14,7% em abril, de 4,4% em março, com o número de empregos no setores não-agrícolas a cair 20,5 milhões, revelou esta sexta-feira o U.S. Bureau of Labour Statistics, realçando o impacto da pandemia da Covid-19 e da medidas de contenção na maior economia do mundo.

“Esta é a taxa mais elevada e o maior aumento mensal na história da série, cujos dados com ajuste sazonal estão disponíveis  desde janeiro de 1948”, explicou o Governo norte-americano.

O número de desempregados aumentou 15,9 milhões, para 23,1 milhões em abril, adiantou. “Os aumentos acentuados nestes indicadores refletem os efeitos da pandemia do coronavírus e os esforços para contê-la”, sublinhou.

O nível do desemprego, revelado hoje, contrasta com os dados do início do ano de 2020. Por exemplo, em fevereiro, a taxa de desemprego tinha ficado em 3,5%, um mínimo histórico de 50 anos. Por outro lado, o nível do desemprego norte-americano confirma os rastro destrutivo da Covid-19 na economia daquele país.

Ontem, 7 de maio, o Departamento do Trabalho revelara que mais de 3,16 milhões de pessoas tinham já solicitado subsídios de desemprego nos Estados Unidos na última semana do mês de abril, elevando o total de pedidos para mais de 33 milhões nas últimas sete semanas.

No total, desde que os impactos da Covid-19 se fazem sentir na economia dos EUA, perto de 33,5 milhões de pessoas pediram apoio por estarem sem emprego, com a pandemia a forçar as empresas a fecharem as suas portas.

No último balanço feito pela Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos registavam 2.448 mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 75.500 o número total de óbitos desde o início do surto epidemiológico naquele país.

Ler mais

Recomendadas

EUA: adiamento da votação do Congresso dá esperança à aprovação de novo pacote de estímulos

Depois de meses de impasse, a Câmara dos Representantes, de maioria democrata, decidiu não votar um pacote que estava condenado ao fracasso quando subisse ao Senado, de maioria republicana. O adiamento é visto como um sinal de avanços nas negociações entre Nancy Pelosi e Steve Mnuchin, ou seja, entre os democratas do Congresso e a Casa Branca.

Portugal está a meio da tabela do custo mensal de ter carro. Elétricos nunca foram tão baratos na Europa

O ‘ranking’ anual LeasePlan coloca Portugal em 10º lugar na despesa mensal de propriedade de um veículo, com um valor de 651 euros para carros a gasolina, 672 euros gasóleo e 686 euros elétricos nos segmentos utilitário e pequeno utilitário.

3.800 euros: Genebra vai pagar o salário mínimo mais elevado do mundo

Os 500 mil eleitores da cidade suíça aprovaram o salário mínimo proposto pelos sindicatos locais e partidos de esquerda, depois de já terem sido rejeitados duas vezes em 2011 e 2014. Medida entra em vigor a partir de 17 de outubro.
Comentários