Eurodeputados vão receber a líder da oposição bielorrussa

A líder da oposição, Sviatlana Tsikhanouskaya, estará esta segunda-feira com a Comissão dos Negócios Estrangeiros do parlamento europeu.

Protestos na Bielorrússia após eleição de Lukashenko para o sexto mandato consecutivo | EPA/Tatyana Zenkovich/Lusa

Os eurodeputados da Comissão dos Negócios Estrangeiros vão discutir os acontecimentos na Bielorrússia com a líder da oposição Sviatlana Tsikhanouskaya nestaa segunda-feira, 21 de setembro. Membros do Comitê de Relações Exteriores receberão Sviatlana Tsikhanouskaya e outros membros da oposição democrática bielorrussa, Volha Kavalkova e Pavel Latushka, para um debate sobre os últimos desenvolvimentos políticos e o levantamento popular na Bielorrússia.

Tsikhanouskaya, que estará presente pessoalmente, deverá dirigir-se à comissão e depois trocará impressões com os deputados. A líder bielorrussa também terá uma reunião bilateral com o presidente do Parlamento Europeu, o italiano David Sassoli.

No mesmo dia, os eurodeputados da Comissão dos Assuntos Externos vão votar novas recomendações sobre a forma como a União deve reavaliar as suas relações com a Bielorrússia, em particular no que diz respeito aos desenvolvimentos mais recentes. O resultado da votação será anunciado na terça-feira, dia 22 de setembro.

A Bielorrússia está no meio a uma crise política após acusações de fraude eleitoral nas eleições presidenciais realizadas em 9 de agosto, que o líder autoritário Alexander Lukashenko afirmou ter vencido por vasta maioria, desencadeando protestos populares massivos e greves gerais.

Desde então, as autoridades bielorrussas têm reprimido duramente os manifestantes que pedem a renúncia de Lukashenko, com muitos relatórios e casos documentados de tortura e maus-tratos de detidos e manifestantes.

O Parlamento Europeu adoptou uma resolução sobre a situação na Bielorrússia a 17 de Setembro, na qual os eurodeputados apelaram à realização de novas eleições e a novas sanções contra Alexander Lukashenko e o seu regime, salientando que Tsikhanouskaya, que era a principal candidata democrática nas eleições, é considerada por muitos bielorrussos como a verdadeira vencedora da votação e a verdadeiro presidente eleita do país.

A reunião desta segunda-feira será organizada em conjunto com a Subcomissão dos Direitos do Homem e a Delegação para as Relações com a Bielorrússia.

Ler mais
Recomendadas

Reconfinamento nacional é ainda uma medida em minoria na Europa

Na Europa, apenas o País de Gales (Reino Unido) e a Irlanda voltaram a confinar toda a sua população antes do anúncio desta quarta-feira do Presidente francês, Emmanuel Macron.

Presidente venezuelano acusa EUA e Europa de atacar refinaria e diz que há gasolina para 20 dias

O Presidente Nicolás Maduro acusou hoje os EUA e a Europa de terem atacado “com uma arma poderosa” a refinaria venezuelana de Amuay e anunciou que a Venezuela conta apenas com reservas de gasolina para 20 dias.

Filadélfia impõe recolher obrigatório após tumultos por polícia matar afro-americano

As autoridades da cidade norte-americana de Filadélfia anunciaram hoje a instauração de um recolher obrigatório, entre as 21:00 e as 06:00, depois de duas noites de tumultos, provocados pela morte de um afro-americano pela polícia.
Comentários