Eurogrupo apela a que os países apresentem “rapidamente” os Planos de Recuperação

Os ministros das Finanças dos países da moeda única realçam a importância das políticas orçamentais para fazer face à crise, salientando que se devem ajustar à evolução do contexto. 

O Eurogrupo apela a que os países apresentem “rapidamente” planos de recuperação e resiliência “ambiciosos”, comprometendo-se a apoiar reformas e investimentos prioritários que melhorem o funcionamento da zona euro como um todo. Os ministros das Finanças dos países da moeda única defendem ainda que os países ajustem a resposta orçamental à evolução do contexto.

“Destacamos a importância de apresentar rapidamente ambiciosos planos de recuperação e resiliência, traçando um conjunto consistente de estratégias de reformas e investimentos que somam mais do que a soma das ações individuais do Estados-membros”, refere o comunicado, divulgado após a reunião por videoconferência do grupo informal, esta terça-feira.

O Eurogrupo diz, ainda, considerar “vital que o apoio orçamental em cada Estado-membro continue até 2021, dado o risco acrescido de uma recuperação atrasada, e se adapte à situação à medida que esta evolui”. Os ministros recordam que o pacote de apoio para fazer face à pandemia acordado em abril representou uma complementaridade aos “níveis sem precedentes de apoio orçamental instituídos pelos governos nacionais”.

“As medidas orçamentais implementadas a níveis nacionais em 2020 ascendem a 4% do PIB”, realçam, acrescentando que se somam às medidas de apoio à liquidez e ao funcionamento dos estabilizadores automáticos.

Defendem ainda que o acordo para o Plano de Recuperação deve ser rápido, considerando que é “uma questão prioritária”, ainda que se mostrem confiantes de que o Conselho Europeu e o Parlamento irão chegar a um acordo antes do final deste ano.

Recomendadas

G7: Líderes apoiam esforços a favor de mais justiça fiscal

O novo paradigma que se está a desenhar conjuga a aplicação de uma taxa mínima global de imposto sobre as grandes empresas com o pagamento dos impostos nos países onde as receitas são obtidas (independentemente do local onde estão fisicamente sedeadas).

Transição verde requer apoios nos planos nacionais

O objetivo de atingir uma economia europeia neutra em emissões de carbono até 2050 exige a inclusão do sector dos transportes nos planos nacionais de recuperação, advoga um consórcio do ramo, dada a forte inovação e modernização necessárias.

G7 comprometem-se em fornecer mais de mil milhões de doses de vacinas anti-Covid

O objetivo será um de fornecer doses aos países mais desfavorecidos cujo o acesso às vacinas seja mais difícil. Distribuição deverá acontecer até ao próximo ano.
Comentários