Ex-vice-presidente do governo espanhol é a nova sócia da Cuatrecasas

Soraya Sáenz de Santamaría regressou à advocacia e assinou contrato com o escritório de advogados ibérico, juntando-se ainda ao conselho de administração da firma ibérica.

A antiga vice-presidente do governo espanhol Soraya Sáenz de Santamaría é a nova sócia e membro do conselho de administração da sociedade de advogados Cuatrecasas, confirmou o Jornal Económico. A ainda ex-vice-presidente do Partido Popular (PP) irá exercer funções na área de prática de Corporate Governance e Compliance e coordenar uma equipa interdisciplinar deste escritório em Espanha.

Licenciada em Direito pela Universidade de Valladolid e membro da Ordem dos Advogados desde 1999, Soraya Sáenz de Santamaría teve também uma oferta de trabalho por parte do escritório de Madrid B. Cremades & Asociados, de acordo com a informação obtida pelo jornal espanhol “El Mundo”, mas tê-la-á recusado.

“Os advogados de vocação têm a sorte de servir a sociedade e o Estado de Direito em vários campos. Estou contente por voltar a praticar advocacia e por fazê-lo junto de uma magnífica equipa de profissionais da Cuatrecasas, de cuja experiência espero continuar a aprender nos próximos anos”, afirmou a ex-porta-voz do executivo espanhol, citada pela imprensa local.

Depois de a notícia vir a público, na manhã desta segunda-feira, o atual secretário-geral do PP, Teodoro Garcia-Egea, afirmou apenas que “quem abandona a política tem direito a reconstruir a sua vida profissional”, quando questionado pelos jornalistas sobre o assunto, depois de uma conferência no Colégio de Engenheiros Civis de Madrid, na qual esteve presente.

Recomendadas

Chambers veio a Lisboa desmistificar ‘rankings’

O diretório internacional entregou oito prémios a advogados e sociedades em Portugal e mais 10 a diretores jurídicos de empresas no Fórum de Lisboa.

PremiumBastonário dos Advogados defende voto eletrónico nas eleições da Ordem

O bastonário dos Advogados diz que a modernização da Ordem será a prioridade se for reeleito e acusa as candidaturas rivais de “populismo”.

Compra da Tagusgás pela Galp Gás foi assessorada pela Sérvulo e pelo BCP

Galp Gás Natural Distribuição anunciou esta segunda-feira a conclusão do negócio de compra da Tagusgás, empresa de distribuição de gás natural na região Centro do país, por um valor de 32 milhões de euros. A Sérvulo foi o assessor jurídico e o Millennium BCP o assessor financeiro.
Comentários