Exportações portuguesas de calçado mais do que duplicam em abril

Segundo a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), “no acumulado do ano, Portugal exportou 22 milhões de pares, no valor de 497 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 4,3%”.

As exportações portuguesas de calçado aumentaram 121% em abril, em termos homólogos, crescendo pelo segundo mês consecutivo e acumulando um acréscimo de 4,3% desde janeiro, informou hoje a associação setorial.

Segundo a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), “no acumulado do ano, Portugal exportou 22 milhões de pares, no valor de 497 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 4,3%”.

“Ainda que seja prematuro apontar para uma recuperação efetiva do setor, tanto mais que dados do ‘World Footwear’ apontam ainda para que a retoma do consumo a nível mundial se efetive apenas em 2023, todos os sinais sintetizam um regresso à normalidade no setor português de calçado nos mercados internacionais”, afirma a APICCAPS em comunicado.

De acordo com a associação, nos primeiros quatro meses do ano “foi a Europa a principal locomotiva do setor”, com as exportações a crescerem 6,8%, para 413 milhões de euros.

O destaque vai para as subidas registadas na Alemanha (mais 40%, para 123 milhões de euros) e na Holanda (mais 8,3%, para 70 milhões de euros).

A APICCAPS nota que “estes dados permitem validar os mais recentes resultados do boletim trimestral de conjuntura”, promovido pela associação em parceria com a Universidade Católica do Porto.

Apontado como “o principal barómetro do setor”, o boletim trimestral evidenciou, na sua última edição, que, “não obstante as perspetivas económicas para o futuro próximo serem marcadas por uma grande incerteza, a indústria está a recuperar o seu otimismo”.

“Com efeito, pela primeira vez nos últimos dois anos, são mais as empresas que preveem um aumento da produção do que as que receiam a sua diminuição”, refere a APICCAPS, salientando que estes “são os dados mais favoráveis desde o início da pandemia” e, “em algumas áreas, como ao nível da produção, são os melhores resultados desde o início de 2019”.

Portugal exporta, atualmente, mais de 95% da sua produção de calçado para 163 países dos cinco continentes.

Recomendadas

Banco de Espanha revê em alta previsão de crescimento do país para 6,2% em 2021

A instituição publicou esta segunda-feira o seu relatório trimestral sobre a economia espanhola no qual indica que a melhor evolução da economia está ligada à menor incidência da pandemia de covid-19, ao progresso da vacinação e a uma maior absorção dos fundos europeus.

Von der Leyen: Certificado Covid-19 aprovado num recorde de 62 dias (com áudio)

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, saudou hoje os responsáveis da presidência portuguesa da União Europeia (UE), Parlamento Europeu (PE) e executivo comunitário por terem conseguido aprovar o certificado digital covid-19 num recorde de 62 dias.

Inflação homóloga aumentou para 1,2% em maio

A classe com maior contributo positivo para a variação mensal do IPC foi a dos ‘transportes’, com uma variação mensal de 0,7% (0,5% no mês anterior e -1,3% em maio de 2020). Em sentido inverso, a classe com maior contributo negativo para a taxa de variação mensal do índice total foi a do ‘lazer, recreação e cultura’, com uma variação mensal de -0,6% (-0,3% em abril e -1,6% em maio de 2020).
Comentários