Exposição mostra obra de Henrique e Francisco Franco

“Museu Cidade com os Irmãos Franco II” é o tema da exposição patente no La Vie, uma iniciativa do Museu Henrique e Francisco Franco.

O vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, inaugurou, esta terça-feira, no Centro Comercial La Vie, a exposição “Museu Cidade com os Irmãos Franco II”, uma iniciativa do Museu Henrique e Francisco Franco, no âmbito da atividade “O Museu sai à Rua”, que tem por objetivo celebrar a obra de Henrique e Francisco Franco.

Miguel Silva Gouveia enalteceu a importância desta iniciativa, por “levar a toda a população a obra de dois artistas tão emblemáticos para o nosso país”, e sublinhou a satisfação por assistir “aos frutos da parceria que tem vindo a ser mantida com o La Vie Funchal ao longo dos últimos anos. Em termos culturais, esta tem sido uma união feliz, que traz bastante à cidade do Funchal, especialmente pela dinâmica que tem sido imprimida nestas iniciativas.”

“Sendo este um espaço público, convidativo às mais variadas faixas etárias e serviços, é importante realçar que a autarquia, ao promover iniciativas desta natureza, está também a abrir portas a que todos possam usufruir e consumir, de forma equitativa, a arte e a cultura. O executivo municipal tem vindo a assumir a democratização da cultura como um alicerce da sua estratégia cultural, e é a apoiar eventos deste carácter que o fazemos”, concluiu.

Recomendadas

Preço dos combustíveis com ligeira subida na Madeira

O gasóleo passa dos 1,251 para os 1,254 euros por litro enquanto que a gasolina sobe dos 1,395 para os 1,396 euros por litro.

Dez distritos do continente e Madeira sob aviso amarelo devido à agitação marítima

Dez distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira estão esta segunda-feira sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

PremiumVantagens e desvantagens do aumento do salário mínimo da Madeira

O aumento do salário mínimo na Madeira deve ter a devida compensação orçamental para se manter o orçamento equilibrado. O aumento da formação é um dos factores que pode contribuir para uma subida mais acelerada do salário mínimo, dizem os especialistas.
Comentários