“Expresso” diz que Mónaco investiga Isabel dos Santos, o pai e o marido por branqueamento de capitais

Investigação das autoridades do Mónaco foi motivada por elevadas quantias de dinheiro depositadas em instituições financeiras do principado.

O semanário “Expresso” noticia, na edição deste sábado, que a empresária Isabel dos Santos está a ser investigada pelas autoridades do Mónaco pelo crime de branqueamento de capitais, tal como o seu pai, o ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos, e o seu marido, o empresário congolês Sindika Dokolo.

Segundo o “Expresso”, “as investigações poderão vir a estender-se a outros familiares, amigos e colaboradores mais próximos que, de forma direta ou indireta, com eles estiveram envolvidos em negócios”, sendo citado na notícia um oficial dos serviços de investigação criminal de Angola que acompanha o caso em colaboração com a Interpol.

A investigação das autoridades do Mónaco foi motivadas pela deteção de quantias elevadas depositadas em instituições financeiras no principado.

 

Relacionadas

Ex-PR de Angola nega qualquer transferência de dinheiro do Estado para si ou entidades públicas

Numa carta aberta, datada de 13 de janeiro e dirigida ao presidente da Assembleia Nacional e ao juiz presidente do Tribunal Constitucional, e que foi divulgada hoje, José Eduardo dos Santos nega qualquer “participação direta” na compra e venda de diamantes e na venda do petróleo bruto.

“Fez-se justiça”, diz Ana Gomes sobre decisão de tribunal que lhe deu razão em processo movido por Isabel dos Santos

Ana Gomes escreveu nas redes sociais que Isabel dos Santos se endivida muito “porque, ao liquidar as dívidas, ‘lava-se que se farta’”. Empresária angolana avançou para tribunal a exigir cinco mil euros por cada dia em que a publicação continuasse online. Tribunal deu agora razão à ex-eurodeputada, defendendo que esta tem o direito ao escrutínio dos negócios da filha do antigo presidente de Angola.
Recomendadas

Isabel dos Santos deve mais de 500 milhões de euros à banca

O regulador bancário já terá pedido a todas as instituições uma atualização sobre os financiamentos, assim como aos auditores externos para verificarem a adequação dos níveis de imparidades, noticia o “Expresso”. “Correio da Manhã” revela que CGD e BCP concentram os valores mais elevados dos empréstimos.

Sindicato bancário interessado na participação de Isabel dos Santos na Efacec

A proposta do sindicato bancário envolve a constituição de um veículo, que depois da conversão de dívidas em capital, reúna as participações correspondentes a cada instituição, tendo esta “aquisição” um cariz temporário já que o objetivo posterior é alienar a um novo investidor.

Luanda Leaks: Consórcio de Jornalistas ainda não recebeu processo prometido por Isabel dos Santos

“Não recebemos nenhuma ação legal. Houve, claro, uma acusação verbal, mas não nos chegou nada ainda”, disse Gerard Ryle, durante uma conferência de imprensa que decorre hoje, em Lisboa, juntando figuras ligadas ao denunciante Rui Pinto, que defendem a sua libertação.
Comentários