EY vai premiar “empreendedor do ano” e está a receber propostas de candidatos

É a 8ª edição do “EY Entrepreneur Of The Year”. Entre os anteriores vencedores estão António Rios Amorim (Corticeira Amorim), Belmiro de Azevedo (Grupo Sonae), Carlos e Jorge Martins (Grupo Martifer), Carlos Moreira da Silva (BA Glass), Dionísio Pestana (Grupo Pestana), Manuel Alfredo de Mello (Nutrinveste), Bento Correia e Miguel Leitmann (Vision-Box).

A consultora EY Portugal anunciou esta segunda-feira que lançou mais uma edição do prémio “EY Entrepreneur Of The Year” (EoY), para distinguir os empreendedores que superam todos os obstáculos para concretizar a sua visão de negócio, criar valor e mudar o mundo.

A 8ª edição desta iniciativa está a receber candidaturas de personalidades que espelhem boas práticas de inovação e de capacidade de gestão. até ao próximo dia 31 de dezembro. O vencedor nacional irá representar o país no evento EY World – Entrepreneur Of The Year, em junho de 2020, no Mónaco.

Entre os anteriores vencedores do EoY em Portugal estão António Rios Amorim (Corticeira Amorim), Belmiro de Azevedo (Grupo Sonae), Carlos e Jorge Martins (Grupo Martifer), Carlos Moreira da Silva (BA Glass), Dionísio Pestana (Grupo Pestana), Manuel Alfredo de Mello (Nutrinveste), Bento Correia e Miguel Leitmann (Vision-Box).

A última edição contou com finalistas como Manuel Rui Nabeiro e Rui Miguel Nabeiro (Delta Cafés), Luís Moura e Silva (Wit Software), Nuno Sebastião (Feedzai), João Miranda (Frulact), Luís Miguel Sousa (Grupo Sousa) e Mário Ferreira (Grupo Mystic Invest).

“Ao organizarmos mais uma edição do EoY estamos a renovar o nosso compromisso com o empreendedorismo, reconhecendo o papel essencial dos empreendedores na nossa economia e procurando que o seu legado sirva de inspiração às novas gerações. Vamos mais uma vez procurar exemplos de quem, com mérito e perseverança, conseguiu ultrapassar todas as dificuldades e concretizou a sua visão de negócio”, afirma João Alves, ‘country managing partner’ da EY Portugal.

Quais as condições para inscrição?

  • As candidaturas podem ser submetidas com o máximo de três elementos, que mantenham uma participação ativa na gestão da empresa e com um capital social de, pelo menos, 10% cada.
  • A organização tem de estar estabelecida em Portugal há, pelo menos, três anos; apresentar um volume anual de negócios superior a 2,5 milhões de euros, bem como um capital maioritariamente nacional; e possuir um mínimo de 10 colaboradores.
Ler mais
Recomendadas

Associação procura universitários que inovem o setor agroalimentar

A PortugalFoods anunciou esta segunda-feira que abriu as candidaturas para a quarta edição do prémio “Ecotrophelia Portugal”. A equipa vencedora recebe 2 mil euros e representa o país na competição europeia.

InnoEnergy procura startups para combater alterações climáticas e oferece 100 mil euros

A chamada decorre até meados de dezembro e destina-se a pequenas empresas ligadas à energia renovável, eficiência energética, aquecimento e mobilidade, que trabalhem em prol da descarbonização.

Inovadores do setor financeiro podem candidatar-se ao novo Portugal FinLab até janeiro

A segunda edição do programa dos três reguladores do setor financeiro já está a receber inscrições de startups. A plataforma visa facilitar a comunicação entre as partes e oferecer ao mercado uma visão integrada dos requisitos regulatórios necessários para a adoção de inovações tecnológicas financeiras.
Comentários