FC Porto saí de prejuízos e obtém lucro de 9,4 milhões de euros

Competições europeias deram ao clube da Invicta renovada saúde financeira. O lucro registado é coberto pelos lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) que ascenderam aos 73,801 milhões, mais do dobro dos 27,921 milhões de euros verificados no exercício anterior.

Presidente do FC Porto, Pinto da Costa, com o CEO da Super Bock Group, Rui Lopes Ferreira, aquando da renovação de patrocínio | Foto cedida

A Futebol Clube do Porto – SAD obteve um resultado líquido consolidado de 9,473 milhões de euros na época 2018/2019, um valor que corresponde a uma recuperação financeira significativa face ao prejuízo de 28,444 milhões de euros registado na época 2017/2018, de acordo com o relatório veiculado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários esta quinta-feira, 10 de outubro.

O lucro registado é coberto pelos lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) que ascenderam aos 73,801 milhões, mais do dobro dos 27,921 milhões de euros verificados no exercício anterior.

Os dados divulgados revelam que a SAD do FC Porto inverteu a tendência de prejuízos verificada no período homólogo 2017/2018, apesar de não ter conquistado qualquer títulos desportivo na sua principal modalidade, o futebol sénior e de ter registado um “acréscimo dos custos”. Desta forma, o clube da Invicta, excluindo resultados com passes de atletas, aumentou os resultados operacionais para 25,737 milhões, face aos 13,353 milhões negativos na época anterior. Incluindo os passes dos jogadores, o clube apresenta um resultado operacional de 31,843 milhões de euros.

A SAD do clube liderado por Jorge Nuno Pinto da Costa diz que a melhoria dos resultados operacionais deveu-se “ao aumento das receitas obtidas pela excelente performance do FC Porto na edição 2018/2019 da UEFA Champions League e ao início da contabilização do contrato celebrado com a Altice, em dezembro de 2015, para cedência de direitos de transmissão televisiva”.

Na rubrica “proveitos operacionais excluindo proveitos com passes”, a SAD do FC Porto indica que amealharam 80,971 milhões de euros em provas da UEFA, quando na época 2017/2018 esse valor foi 30,926 milhões de euros. Na mesma rubrica, observa-se que a sociedade portista arrecadou 42,561 milhões em direitos de transmissão e distribuição televisiva (rubrica onde se inclui o contrato com a Altice), um valor superior aos 23,712 milhões no período homólogo.

A FC Porto -SAD reportou, ainda, ter conseguido reduzir o seu passivo em 56,068 milhões de euros, “essencialmente devdo à diminuição do valor global dos empréstimos em 56,8 milhões, o que representa uma diminuição de 20% face a junho de 2018 do passivo remunerado do grupo”. Agora, a dívida portista situa-se nos 408,105 milhões de euros.

Também o ativo total líquido do clube acabou reduzido em 52,751 milhões de euros, face a 30 de junho de 2018. “Fundamentalmente devido à diminuição do valor em caixa e outros ativos financeiros”, o ativo líquido total da FC Porto – SAD situa-se nos 373,302 milhões.

As transações de passes de atletas do clube geraram 42,655 milhões de euros nos cofres do FC Porto, “um valor inferior aos 50,016 milhões alcançados na época anterior”.

Ler mais
Relacionadas

Sporting comunica entendimento com Millennium bcp e Novo Banco

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários o clube de Alvalade indica que “procedeu à regularização de todas as obrigações pecuniárias vencidas, encontrando-se assim em cumprimento perante os bancos”.

Benfica com capitais próprios positivos e resultados de 29,4 milhões em 2018/19

Os 728 sócios presentes no pavilhão do Estádio da Luz aprovaram as contas com 78,34% de votos a favor. Há, no entanto, a registar 13,94% de votos contra e 7,72% abstenções.

Sporting diminui prejuízos para 7,8 milhões em 2018/19

Em relação ao reforço do plantel para a época desportiva 2019/20, a Sporting SAD revelou que Vietto custou 7,9 milhões de euros, Rafael Camacho 5,6 milhões, Rosier 5,3 milhões.
Recomendadas

Sporting rescinde protocolos com claques Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI

Decisão foi tomada “em virtude da escalada de violência que ontem [sábado] culminou com tentativas de agressões físicas a dirigentes e outros adeptos”, durante a vitória no futsal frente ao Leões de Porto Salvo (6-1), no Pavilhão João Rocha, explica a direção do clube.

PremiumTecnologia. Como as criptomoedas estão a chegar ao futebol

As transações em moedas digitais já são uma realidade no mundo desportivo. Os portugueses Nuno Correia, César Carvalho e Hélder Silva lideram projetos inovadores e acreditam que as criptomoedas serão o “dinheiro de amanhã” no futebol.

AC Milan cada vez mais longe da antiga glória. Finanças do clube estão cada vez piores

O insucesso desportivo tem sido apontado como a principal e, natural, razão para a crise financeira que se instalou no clube. Os investimentos feitos nas últimas cinco épocas, tinham como principal objetivo resgatar o clube e trazer de volta a San Siro os dias de glória. O resultado não foi o esperado.
Comentários