Federações desportivas exigem apoios financeiros disponibilizados pelo Governo

Nesta intervenção, o dirigente desportivo defendeu que, caso o Governo não abranja o movimento associativo, existe uma possibilidade muito forte de “grande parte do tecido desportivo desaparecer”.

José Manuel Constantino, presidente do Comité Olímpico de Portugal | Cristina Bernardo

As federações desportivas juntaram-se esta terça-feira no Pavilhão Multiusos de Odivelas e, através de José Manuel Constantino, presidente do Comité Olímpico de Portugal, defenderam que o desporto e o movimento associativo não podem ficar de fora dos apoio que o Governo tem previstos para apoiar os diversos setores da sociedade.

Nesta intervenção, o dirigente desportivo defendeu que, caso o Governo não abranja o movimento associativo, existe uma possibilidade muito forte de “grande parte do tecido desportivo desaparecer”.

No mesmo evento, o presidente do Comité Paralímpico de Portugal, José Manuel Lourenço, destacou a convergência que tem existido entre o COP, o CPP e a CDP, o que tem permitido a apresentação de soluções de transversais ao desporto nacional.

A encerrar a sessão Carlos Paula Cardoso, presidente da Confederação do Desporto de Portugal, defendeu que o movimento associativo deve cumprir as normas da DGS, mas também deve ter a capacidade de mostrar junto da DGS que o desporto tem especificidades que devem permitir manter o seu normal funcionamento.

Recomendadas

“Rastreio alargado que existe no futebol pode ser adaptado noutros contextos”, defendem médicos de saúde pública

Protocolo existente no futebol profissional tem permitido que a Liga continue a desenrolar-se num país onde o cenário pandémico é cada mais vez mais preocupante. Em entrevista no programa “Jogo Económico”, da plataforma multimédia JE TV, Gustavo Tato Borges defende rastreios alargados como acontece com os futebolistas.

Mediapro oferece-se para transmitir jogos da Liga francesa depois da quebra do contrato entre ambas as partes

De forma a evitar que os jogos de futebol profissional da liga francesa ficassem sem transmissão televisiva, a Mediapro disponibilizou-se para emitir os mesmos e direcionar as receitas para a Liga, deduzindo os custos da operação.

Eintracht de Frankfurt propõe português André Silva para novo logo da Bundesliga

O avançado português, que está a fazer a sua segunda época no Eintracht de Frankfurt, já marcou 13 golos em 19 jogos no conjunto das competições em que o emblema germânico está envolvido. André Silva está avaliado em 28 milhões pelo portal “Transfermarkt”.
Comentários