Feito em fibra de carbono e com engenharia de ponta. Violino português elogiado e premiado

Com um design inovador e engenharia de ponta, este violino português destronou 6 mil candidatos e venceu um prestigiado prémio internacional.

A IDEIA.M, estúdio de design sediado no Porto, foi distinguida com um iF Design Award 2018, um dos mais prestigiados prémios do mundo na área.

O violino AVA Royale, produzido pela IDEIA.M, foi o vencedor na categoria Produto/Lazer entre mais de 6 mil candidaturas. O instrumento, feito em fibra de carbono, afirma-se pelo design inovador e pela engenharia de ponta aplicada na sua construção.

O CEO da IDEIA.M., Júlio Martins, garante que o instrumento tem recebido críticas bastante positivas por parte dos músicos, o que reforça a sua qualidade. “É um exemplo de como um objecto cujo design se manteve cristalizado no tempo durante séculos pode evoluir sem perder a identidade”, reforça.

BMW, Ferrari e Apple são algumas das empresas que, ao lado a IDEIA.M, também foram distinguidas nesta edição do iF Design Award.

Relacionadas

Immunethep vence prémio Ibérico de empreendedorismo

Esta empresa portuguesa de biotecnologia venceu o prémio ibérico EmpreendedorXXI na categoria de Ciências da Vida.

Mulheres investigadoras recebem Medalha de Honra da L’Oréal Portugal

Carina Crucho, do Técnico, Dulce Oliveira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Inês Bento, do Instituto de Medicina Molecular, e Margarida Fernandes, da UMinho, são as laureadas de 2018.
Recomendadas

Candelabros em prata de origem portuguesa vão ser leiloados em Londres

De acordo com a leiloeira, o par de candelabros que pertenceu originalmente ao conde e barão português irá a leilão nesse dia com uma estimativa que varia entre as 400 mil libras (cerca de 448 mil euros) e as 600 mil libras (672 mil euros).

EDP vai instalar até 50 pontos de carregamento nos hotéis Vila Galé

“Estamos muito satisfeitos por continuarmos a encontrar parceiros que, como a EDP, acreditam que é preciso dar passos importantes para uma sociedade mais sustentável”, sublinha Vera Pinto, presidente da EDP Comercial.

Renováveis em Portugal valem investimento superior a 650 milhões de euros e criam 4 mil empregos diretos

“O crescimento do setor renovável contribuiu para a redução da dependência energética externa do país, tendo esta ficado pelos 80% em 2017, quando em 2007 havia atingido os 83%”, dizem.
Comentários