Fernando Ulrich no novo conselho de administração do CaixaBank/Bankia

A operação será executada através da modalidade de fusão por absorção do Bankia pelo CaixaBank, e deve ser aprovada pelas assembleias-gerais das duas entidades. A nova entidade manterá a marca CaixaBank.

Cristina Bernardo

Haverá um português no board do futuro maior banco espanhol a nível doméstico.  Fernando Ulrich, Presidente do Conselho de Administração do BPI, está proposto para integrar o futuro Conselho de Administração do CaixaBank, após a aprovação do projeto de fusão entre o CaixaBank e o Bankia.

O histórico CEO do BPI e considerado o l’enfant terrible dos banqueiros, por causa da sua irreverência nas intervenções públicas, é Chairman do BPI, detido pelo Caixabank.

O BPI faz parte do Grupo CaixaBank, que a partir de final de 2018 passou a deter a totalidade do capital do Banco português.

O Conselho de Administração do novo banco que sair da fusão será formado por 15 membros, dos quais 60% serão independentes.

Os jornais espanhóis dizem que Gonzalo Gortázar ficará como CEO do novo banco e José Ignacio Goirigolzarri, será o presidente.

Os Conselhos de Administração do CaixaBank e do Bankia aprovaram ontem o projeto de fusão para criar o banco líder em Espanha. A operação será executada através da modalidade de fusão por absorção do Bankia pelo CaixaBank, e deve ser aprovada pelas assembleias-gerais das duas entidades. A nova entidade, que manterá a marca CaixaBank, será o banco de referência em Espanha com mais de 20 milhões de clientes, uma quota de mercado em créditos e depósitos de 25% e 24%, respetivamente, e uma presença geográfica diversificada e equilibrada.

Em comunicado o CaixaBank detalha que Fernando Ulrich, de 67 anos, teve como primeiro emprego o jornalismo económico, no Expresso, aquando da sua fundação e durante dois anos. Depois de desempenhar funções na Delegação de Portugal da OCDE em Paris (1975-1979), no Ministério dos Negócios Estrangeiros (1979-1980) e como Chefe de Gabinete do Ministro das Finanças (1981-1983). Em 1983, entrou para a Sociedade Portuguesa de Investimento, antecessora do BPI, a convite de Artur Santos Silva, atual Presidente Honorário do BPI. Em abril de 2004, e já com o cargo de vice-presidente do Banco BPI, Fernando Ulrich tornou-se presidente executivo da entidade, cargo que ocupou até abril de 2017, quando assumiu a presidência do Conselho de Administração, a convite do acionista CaixaBank. Entre 2009 e 2013 foi também Presidente do Conselho Geral da Universidade do Algarve.

 

Ler mais
Recomendadas

BCP quer preservar capital e crescer organicamente mas estudará aquisições

“O que me preocupa é a rentabilidade do sistema financeiro português e os custos de contexto, porque numa eventualidade de a banca precisar de capital, com rentabilidades muito baixas é muito mais difícil obter capital no mercado”, referiu o presidente do BCP.

BCP deu 125 mil moratórias num montante total de 8,9 mil milhões

Pelo banco foram concedidas 101.114 mil operações a particulares no valor de 4,2 mil milhões de euros. Deste montante, 91% diz respeito a crédito à habitação. Em relação às empresas, o banco deu 23.909 mil moratórias no valor de 4,7 mil milhões de euros, do qual 88% corresponde a crédito performing.
Miguel Maya

BCP regista menos valias com vendas de imóveis de 3 milhões nos nove meses

O banco vendeu nos nove meses 1.500 imóveis, dos quais 500 no trimestre. O BCP encaixou 172 milhões de euros em imóveis, com menos valia de 3 milhões face ao valor líquido de imparidades.
Comentários