Fintech britânica Monese abre escritório em Portugal e procura 25 engenheiros e programadores

Depois de Londres e Tallinn, Lisboa é a cidade escolhida para as novas instalações da Monese. A empresa assegura que, através da sua plataforma, é possível abrir conta bancária digital em menos de 120 segundos.

A fintech britânica Monese anunciou esta quarta-feira que chegou a Portugal e está a recrutar, pelo menos, 25 profissionais na área da Tecnologia, como software developers ou QA engineers. A empresa, que nasceu em Londres há cinco anos, escolheu a cidade de Lisboa para instalar o seu terceiro espaço físico, depois de já contar com um escritório em Tallin, na Estónia, e outro na capital de Inglaterra.

A empresa tem autorização do supervisor britânico Financial Conduct Authority para operar em qualquer país da União Europeia e assegura que, através da sua plataforma, é possível abrir conta bancária digital, através de um smartphone, em menos de 120 segundos. Com a app pode, depois, transferir dinheiro e efetuar pagamentos ou transferências.

Para criar esta conta o utilizador precisa de descarregar a aplicação móvel da Monese, criar um novo registo, tirar uma fotografia/gravar um vídeo a um documento de identificação. O processo fica terminado quando receber um cartão de débito contactless, posteriormente enviado pela Monese. A fintech garante que dispensa comprovativo de morada ou montante mínimo de abertura.

Atualmente com cerca de 600 mil utilizadores registados e 75% dos fundos relativos a pagamentos salariais, a equipa ‘alfacinha’ da Monese tem Carla Batista como líder de operações no país, após 14 anos na Visa Europe.

“A abertura de um escritório em Lisboa representa mais um passo na nossa expansão internacional, sendo uma cidade europeia de topo no que diz respeito à tecnologia e com imenso potencial de atrair, recrutar e trabalhar com os melhores talentos”, afirma o fundador e CEO, Norris Koppel.

Relacionadas

Hábitos digitais vão alterar estratégias do sistema financeiro

As fintech estão no caminho do sistema financeiro e de todos os instrumentos que lhe estão a montante e a jusante. É um caminho novo para chegar ao mesmo fim: a alavancagem dos investimentos das PME.

Banca brasileira é muito lucrativa mas tem os juros mais altos do mundo

A banca brasileira segue a somar lucros recordes, apesar da forte crise económica. Tem dos juros mais altos do mundo em parte devido à baixa concorrência no setor. O país é dominado por grandes bancos (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Económica Federal, Itaú Unibanco, BNDES e Santander).
Recomendadas

PremiumRangel Pharma vai investir mais 12 milhões de euros

Após dez anos de atividade na logística farmacêutica, Nuno Rangel, CEO do Grupo Rangel, revela um plano de investimentos a cinco anos para quase duplicar a área de armazenagem e criar mais 130 empregos em Portugal.

PremiumCEO da Unicre: “Depois do Porto, estamos em conversas para pagamento ‘contactless’ nos transportes em Lisboa”

Pioneira nos cartões de crédito em Portugal, a Unicre lança um ‘rebranding’ para salientar a base digital, atrair clientes jovens e abrir portas a mercados internacionais, revela o presidente da empresa, João Baptista Leite.

PremiumTesla tem bateria de sobra para dar mais energia às ações

Em 2020, os títulos da Tesla já valorizaram mais 36%. Ao Jornal Económico, o banco de investimento Jefferies explica que a elétrica de Elon Musk tem muito mais para dar para além dos carros.
Comentários