FMI corta crescimento da economia portuguesa para 3,9% este ano, abaixo da média da zona euro (com áudio)

As projeções do FMI colocam o PIB português a crescer abaixo da zona euro este ano, num cenário que se inverte em 2022, com a economia portuguesa a recuperar 4,8%. Instituição presidida por Kristalina Georgieva vê taxa de desemprego em Portugal a subir para 7,7%.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma expansão de 3,9% da economia portuguesa este ano e de 4,8% para 2022. As projeções constam do World Economic Outlook, publicado esta terça-feira, e revelam um corte face ao último relatório, quando apontava para um crescimento de 6,5% este ano, colocando o PIB português a crescer abaixo da zona euro em 2021, num cenário que se inverte no próximo ano.

A instituição presidida por Kristalina Georgieva cortou as projeções de expansão do PIB português para este ano em 2,6 pontos percentuais face às projeções divulgadas em outubro. Depois da contração do PIB de 7,6% no ano passado, continua a prever uma recuperação, mas menos pujante.

Segundo as estimativas da instituição de Bretton Woods, a economia portuguesa irá crescer abaixo dos 4,4% projetados para a zona euro. No entanto, em 2022 a tendência inverte-se, com o FMI a projetar uma expansão de 3,8% nos países da moeda única.

Entre as principais economias europeias, o FMI vê o PIB alemão a crescer 3,6% este ano e 3,4% no próximo ano, o francês 5,8% este ano e 4,2% em 2022 e o italiano 4,2% este ano e 3,6% em 2022. Já para Espanha, o FMI prevê uma recuperação de 6,4% este ano e de 4,7% no ano seguinte.

FMI estima taxa de desemprego de 7,7% este ano

No cenário conhecido esta terça-feira, o FMI prevê que taxa de desemprego em Portugal se fixe em 7,7% este ano e recue ligeiramente para 7,3% em 2022, depois de se ter fixado em 6,8% no ano passado. Para a zona euro, o FMI prevê uma taxa de desemprego de 8,7% este ano e de 8,5% em 202.

Já a taxa de inflação em Portugal deverá aumentar para 0,9% este ano e 1,2% em 2022, após ter atingido -0,1% em 2020, enquanto na zona euro deverá ser de 1,4% este ano e 1,2% em 2022.

A atualização do FMI surge a poucos dias da entrega do Programa de Estabilidade pelo Governo, que deverá atualizar o cenário macroeconómico que será entregue na Assembleia da República e enviado para Bruxelas até dia 15 de abril.

Ler mais

Relacionadas

FMI vê economia mundial a crescer 6% este ano, mas alerta para divergências nas velocidades de recuperação

O Fundo Monetário Internacional melhorou as projeções económicas para este ano e 2022 face a outubro. O ritmo de implementação do processo de vacinação, extensão do apoio à política económica e factores estruturais, como a dependência do turismo, provocam divergências no ritmo de recuperação.
Recomendadas

Contratos para obras públicas a partir de 5 milhões vão destinar 1% para obras de arte

“Prevê-se, como regra, que 1% do preço, em contratos de valor igual ou superior a cinco milhões de euros, seja aplicado em inclusão de obras de arte nas obras públicas objeto desses contratos”, acrescenta o comunicado do Conselho de Ministros.

PRR: Investimento em infraestruturas transfronteiriças reduzido para 65 milhões de euros

Na versão submetida a consulta pública, em 16 de fevereiro, o Governo previa um investimento global de 110 milhões de euros em infraestruturas rodoviárias para assegurar as ligações transfronteiriças entre Portugal e Espanha, que no documento final, entregue esta quinta-feira, foi reduzido para 65 milhões de euros.

Fórum para a Competitividade critica PRR e pede foco na saúde, licenciamentos e turismo

O turismo merece particular destaque na nota de Perspetivas Económicas do Fórum, que relembra que o saldo acumulado da balança turística nos seis anos que antecederam a pandemia é equivalente às transferências europeias para Portugal nos próximos nove anos.
Comentários