Um mundo em quarentena. O antes e depois da Covid-19

Pessoas em casa, estabelecimentos fechados, fábricas e escritórios encerrados, restrições de voos decretadas e o cenário de uma recessão económica mundial a ganhar forma. O olhar sobre um mundo em quarentena.

Não se antecipava que o surto do novo coronavírus assumisse as proporções que hoje sabemos. Existem mais de 450 mil infetados pelo mundo inteiro e 20 mil mortos registados um pouco por todo o mundo. A cidade de Wuhan, na China, deixou de ser o foco do vírus passando o testemunho para a fragilizada Itália que sozinha regista mais de 70 mil infetados e sete mil mortos.

Tendo em conta a rapidez que a propagação deste vírus assume, governos em todo o mundo decretaram quarentena. Cerca de um terço da população encontra-se em isolamento social à medida que os estabelecimentos não essenciais fecham, fábricas e escritórios encerram, restrições de voos são decretadas e o cenário de uma recessão económica mundial toma forma.

As imagens satélites da empresa Planet Labs mostram como foi abrupta e total a interrupção da atividade humana um pouco por todo o mundo.

Recomendadas

Testes rápidos esgotam na Alemanha no primeiro dia em que foram postos à venda

O ‘website’ do Lidl bloqueou, após terem sido colocados à venda os primeiros ‘kits’ destes testes que podem ser realizados em casa, enquanto na concorrente Aldi foi registada uma grande afluência de pessoas e os testes esgotaram em poucas horas.

Portugal volta a superar os mil casos diários de Covid-19

A DGS regista este sábado mais 26 mortes e 1.007 casos confirmados da doença causada pelo novo coronavírus. O número de pessoas internadas, tanto em enfermaria como em unidades de cuidados intensivos, voltou a cair. No entanto, a Madeira registou mais 288 infeções.

Madeira recebeu mais 8.500 vacinas

Mais 8.500 vacinas contra a Covid-19 chegaram na sexta-feira à Madeira, anunciou este sábado a Força Aérea Portuguesa, que assegurou o transporte.
Comentários