Um mundo em quarentena. O antes e depois da Covid-19

Pessoas em casa, estabelecimentos fechados, fábricas e escritórios encerrados, restrições de voos decretadas e o cenário de uma recessão económica mundial a ganhar forma. O olhar sobre um mundo em quarentena.

Não se antecipava que o surto do novo coronavírus assumisse as proporções que hoje sabemos. Existem mais de 450 mil infetados pelo mundo inteiro e 20 mil mortos registados um pouco por todo o mundo. A cidade de Wuhan, na China, deixou de ser o foco do vírus passando o testemunho para a fragilizada Itália que sozinha regista mais de 70 mil infetados e sete mil mortos.

Tendo em conta a rapidez que a propagação deste vírus assume, governos em todo o mundo decretaram quarentena. Cerca de um terço da população encontra-se em isolamento social à medida que os estabelecimentos não essenciais fecham, fábricas e escritórios encerram, restrições de voos são decretadas e o cenário de uma recessão económica mundial toma forma.

As imagens satélites da empresa Planet Labs mostram como foi abrupta e total a interrupção da atividade humana um pouco por todo o mundo.

Recomendadas

Efacec vai para lay-off durante 30 dias a partir de 6 de abril

A empresa diz que o lay-off será aplicado “transversalmente a todos os níveis da organização”, tanto na modalidade de suspensão de contrato, como da redução temporária do horário de trabalho.

Só vão ser permitidas deslocações na área de residência permanente durante a Páscoa

O decreto do Governo que vai regular o novo período de Estado de Emergência nacional, até 17 de abril, prevê ainda que, nas deslocações de carro, são apenas permitas duas pessoas por veículo, exceto no caso das famílias.

Parlamento quer ouvir Miguel Frasquilho sobre lay-off da TAP a 14 de abril

Assembleia da República aprovou por unanimidade a proposta do Bloco de Esquerda para ouvir, “com carácter de urgência”, o presidente do Conselho de Administração da TAP sobre a situação atual da empresa e a política laboral e comercial.
Comentários