‘Freakloset’ vai subir à passarela do ‘London Fashion Week’

Nova marca de calçado 100% nacional, que veio reinventar os modelos mais clássicos e intemporais e dá pelo nome de ‘Freakloset’. Já tem desfile marcado para o próximo ano, em Londres.

‘Freakloset’ é a nova marca de calçado 100% nacional e vai desfilar na London Fashion Week, em fevereiro de 2017, em parceria com uma reconhecida marca de roupa londrina, ainda por revelar.

Com a marca já disponível nos mercados nacional e internacional, Joana Lemos, designer e fundadora da marca Freakloset, cumpriu o seu objetivo inicial: o de reiventar os modelos clássicos, icónicos e intemporais de calçado, totalmente personalizados, com novas cores e materiais.

Fruto da sua tese de mestrado e com uma enorme vontade de criar um produto que se moldasse a diferentes estilos e personalidades, Joana Lemos criou o primeiro esboço da Freakloset e, após uma análise de mercado rigorosa, avançou, então, com a criação da marca portuguesa.

A fundadora manteve sempre o foco em encontrar os melhores materiais, o melhor processo de produção, os melhores fornecedores para assegurar que o seu produto seria único, nacional mas que se destacasse pela primazia da qualidade, conforto, detalhe e design.

“Este é apenas o primeiro passo rumo à expansão da marca, que tem por objetivo a internacionalização, já em 2017”, refere a fundadora. “Tivemos a sorte de nascer num país com uma forte tradição histórica de produção de calçado e isso deve ser capitalizado pela nova geração que pode ‘abraçar’ esta herança e aportar design e inovação à qualidade que já nos é reconhecida mundialmente. Marcas como Josefinas e Fly London são exemplo disso mesmo”, acrescenta.

Derby, Monk, Ankle Boot, Chelsea Boot e Loafer, são alguns dos modelos disponíveis para venda online no site da marca. São totalmente personalizáveis, em poucos minutos, graças ao sistema 3D, que permite, ao cliente, escolher a cor, desde o tecido ou pele, até à sola e atacadores.

“Pegámos no design simples e intemporal destes modelos e demos-lhe um twist de modernidade atribuindo-lhes novas cores e materiais improváveis, como o neoprene”, refere Joana Lemos. “Fomos ainda mais longe na originalidade do nosso conceito e criámos um software 3D, simples e intuitivo, através do qual é possível personalizar quatro partes do sapato – pele, taloeira, atacadores e sola – para criar, em minutos, uma infinidade combinações e estilos”, acrescenta.

Além da personalização, a Freakloset disponibiliza, também, de uma coleção fixa, que reúne uma série de combinações pré-definidas, de acordo com as tendências da estação.

De produção nacional, o calçado Freakloset é hand-made.

Ler mais
Recomendadas

PRR: Associações do património cultural pedem a Costa resolução de “grave lacuna” no plano

“A constatação da completa ausência do património cultural, em todas as suas dimensões, no Plano de Recuperação e Resiliência, obriga-nos a expressar publicamente a nossa estupefação e a reclamar que esta grave lacuna seja devidamente colmatada”, justificam os signatários.

Dez canções competem hoje por cinco lugares na final do Festival da Canção

Uma dezena de canções disputa hoje, em Lisboa, a possibilidade de passar à final do Festival da Canção, na qual será escolhido o representante de Portugal no 65.º Festival Eurovisão da Canção, que decorre em maio nos Países Baixos.

Livro: “Regresso à Pequena Ilha”

A vida levou o autor, Bill Bryson, a viver longos anos em Inglaterra. Neste relato das “aventuras de um americano em terras de Sua Majestade”, regressa à ilha que entretanto adotou e que escalpeliza com um humor irresistível.
Comentários