Frotas entraram na nova era digital

A Internet of Things é a tecnologia central no apoio às empresas que lidam com os desafios da inovação. E as frotas estão na primeira linha.

É necessário adotar novas formas de trabalhar que promovam a satisfação dos clientes, mas também eficiências financeiras e ecológicas. Na prática e como realça António Reis Silva, diretor de marketing da Vodafone, “ao conectar, por exemplo, as suas frotas de veículos, que são responsáveis por uma percentagem significativa dos custos de uma empresa, poderão atingir melhorias no que toca a eficiências, não só financeira como também ecológicas, e na produtividade”.

Diz Paulo de Carvalho, senior sales manager na Inosat, que “a utilização inteligente e eficiente dos recursos é um dos benefícios das soluções de localização e gestão de frotas. A possibilidade de otimizar rotas, delegar tarefas em função da proximidade ao local a visitar, identificar episódios de ineficiência como tempo de condução em ralenti, períodos de pausa prolongados, tem consequências diretas nos encargos com combustível e no número de serviços que as equipas conseguem realizar diariamente. Os gestores de frota passam a ter visibilidade sobre a atividade da frota, o que os poderá ajudar a identificar potenciais problemas antes que estes se tornem dispendiosos. Compreendendo melhor a performance das viaturas e a atividade dos motoristas os gestores de frota podem intervir em áreas específicas, intervenção esta que os ajudará a melhorar a eficiência, produtividade e segurança das suas frotas e motoristas”. Enquanto Jorge Matias, administrador da Cartrack, salienta que o seu sistema de gestão “constitui uma ferramenta poderosa na gestão de frotas, na gestão de recursos humanos e na segurança de pessoas, viaturas e mercadorias, todos fatores que contribuem significativamente para a melhoria da eficiência empresarial. Para além disso, tem um impacto muito relevante no aumento da segurança rodoviária e na redução da pegada ecológica. Aponta para comportamentos de condução mais seguros e eficientes, otimiza rotas, gere a execução de tarefas, reduz consumos de combustível e gastos de manutenção, previne o roubo de combustível e a fraude no uso de cartões de abastecimento, controla remotamente a temperatura de cargas transportadas e a abertura de portas, controla e alerta para velocidades ou imobilizações excessivas, regista e analisa gastos com viaturas, analisa remotamente tempos de descanso e de condução. Para além disso, ajuda na prevenção do roubo das viaturas e na sua rápida e segura recuperação”.

E quando se fala em PME, Paulo de Carvalho, da Inosat, lembra que “a maioria não permite a construção de equipas inteiramente dedicadas à gestão das frotas automóveis. Assim, as soluções de gestão de frotas assumem um papal essencial na monitorização das viaturas e equipas”. A estruturação em termos técnicos é muito semelhante entre as empresas que entraram no nosso survey. No caso da Inosat “a tecnologia está suportada na recolha e comunicação de dados relativos à atividade da viatura (posição, velocidade, tempo de condução ou quilómetros percorridos). Estes dados são recolhidos por uma unidade de localização instalada na viatura e transmitidos para o servidor da Inosat por via de uma rede de GSM/GPRS, estando posteriormente disponíveis na plataforma da Inosat para consulta dos seus clientes. A plataforma foi concebida de forma a que os utilizadores possam rapidamente identificar as informações de que necessitam, seja através de relatórios, dashboards ou alarmes de atividade”. A Cartrack “procede à instalação gratuita de um equipamento de rastreamento, bem como de uma ligação à centralina da viatura e de diversos sensores. As informações recolhidas por este equipamento, entre as quais sobre localização GPS, são enviadas por tecnologia GPRS para os nossos servidores, sendo, após tratamento, disponibilizadas ao utilizador através de uma plataforma informática acessível por PC, tablet ou smartphone. A Cartrack fornece um pacote de serviços de gestão de base tecnológica, que vai muito além do simples rastreamento, como por exemplo o gestor de tarefas, gestão partilhada de viaturas, controlo de custos”. Por seu lado, a Vodafone salienta os benefícios do seu serviço como seja o acompanhamento em tempo real das viaturas, definindo áreas de geofencicng, exportação de dados para Excel e envio de relatórios por email, ou ainda a obtenção de cartografia digital atualizada, para além da descarga remota do tacógrafo.

Recomendadas

Portugal vai ultrapassar 300 mil automóveis produzidos pela primeira vez

“Ao atingir este volume, Portugal confirma a sua importância no ranking dos países produtores de veículos automóveis”, considera a Associação Automóvel de Portugal.

De Bill Gates a Li Shufu. Os mais ricos da indústria automóvel

O ‘ranking’ da agência “Bloomberg” coloca Bill Gates no topo, porque a sua participação na concessionária AutoNation contribui para a fortuna, maioritariamente proveniente da Microsoft e da Cascade Investment.

Renault demite presidente executivo e nomeia Clotilde Delbos por período de transição

Clotilde Delbos, diretora financeira, ficará à frente da Renault até que o fabricante automóvel encontre um novo presidente executivo.
Comentários