Funchal realiza nova campanha para vacinação gratuita de cães

A campanha começa esta quinta-feira na Junta de Freguesia de São Gonçalo.

A autarquia do Funchal vai realizar uma nova campanha municipal gratuita de vacinação antirrábica, identificação electrónica, e desparasitação interna para cães com mais de três anos de idade, a partir desta quinta-feira.

A campanha de vacinação, identificação e desparasitação de cães começa na quinta-feira feira, na Junta de Freguesia de São Gonçalo (17h00 e 19h00), indo de seguida à Junta de Freguesia de São Pedro (9h00-11h00), ao Centro Cívico de Santo António (11h30-13h30), e ao Centro Cívico de São Martinho (14h30-16h30), a 23 de março.

A 30 de março a campanha está no Centro de Convívio de Santa Luzia (09h00-11h00) e na Quinta do Poço (11h30-13h30), e no Miradouro de São Roque (14h30-16h30), a 6 de abril nas instalações do Polidesportivo do Monte (09h00-11h00), no Jardim Municipal (11h30-12h30), e no Centro Cívico de Santa Maria Maior (13h30-15h30).

“Esta foi uma medida pioneira que começámos a desenvolver em 2017, em colaboração com as Juntas de Freguesia do concelho, e representou um grande passo em prol da causa animal e da saúde pública”, disse Idalina Vasconcelos, vereadora na Câmara Municipal do Funchal.

A autarca referiu que esta aposta deve ter continuidade acrescentando que desde o início da campanha já se vacinaram mais de 1500 animais.

Recomendadas

CINM “falhou redondamente o propósito inicial” de criar inúmeros postos de trabalho, diz BE

Esta terça-feira esteve em discussão no Plenário da Assembleia Legislativa da Madeira um voto de protesto do PTP sobre os “erros governamentais na gestão do CINM que levaram à instauração de processos de infração pela Comissão Europeia”.

Câmara do Funchal tem em fase de concurso 125 postos de trabalho

A autarquia contratou 48 cantoneiros para o departamento de ambiente. O município refere que desde 2018 já foram contratadas 122 pessoas o que corresponde a uma despesa de 1,9 milhões de euros.

Rui Barreto critica ausência de Miguel Albuquerque depois do acidente na Madeira

O voto de pesar da autoria da Mesa da Assembleia Legislativa foi aprovado por unanimidade e, de seguida, procedeu-se a um minuto de silêncio em memória das vítimas.
Comentários