Funchal realiza nova campanha para vacinação gratuita de cães

A campanha começa esta quinta-feira na Junta de Freguesia de São Gonçalo.

A autarquia do Funchal vai realizar uma nova campanha municipal gratuita de vacinação antirrábica, identificação electrónica, e desparasitação interna para cães com mais de três anos de idade, a partir desta quinta-feira.

A campanha de vacinação, identificação e desparasitação de cães começa na quinta-feira feira, na Junta de Freguesia de São Gonçalo (17h00 e 19h00), indo de seguida à Junta de Freguesia de São Pedro (9h00-11h00), ao Centro Cívico de Santo António (11h30-13h30), e ao Centro Cívico de São Martinho (14h30-16h30), a 23 de março.

A 30 de março a campanha está no Centro de Convívio de Santa Luzia (09h00-11h00) e na Quinta do Poço (11h30-13h30), e no Miradouro de São Roque (14h30-16h30), a 6 de abril nas instalações do Polidesportivo do Monte (09h00-11h00), no Jardim Municipal (11h30-12h30), e no Centro Cívico de Santa Maria Maior (13h30-15h30).

“Esta foi uma medida pioneira que começámos a desenvolver em 2017, em colaboração com as Juntas de Freguesia do concelho, e representou um grande passo em prol da causa animal e da saúde pública”, disse Idalina Vasconcelos, vereadora na Câmara Municipal do Funchal.

A autarca referiu que esta aposta deve ter continuidade acrescentando que desde o início da campanha já se vacinaram mais de 1500 animais.

Recomendadas

Madeira recebe Taça da Europa de Triatlo em outubro

São esperados cerca de 300 atletas de 40 países. A madeira vai ainda receber a Taça do Mundo de paratriatlo. O protocolo de colaboração entre a Associação Regional de triatlo e o Governo Regional já foi assinado e tem o valor de 40 mil euros.

Premium“Há efetivamente uma necessidade de mudança na Madeira”

Miguel Gouveia acredita que o PS poderá vencer as regionais. O autarca destaca que Cafôfo tem capacidade de diálogo para forjar coligações.

Funchal instala ecopapeleiras em 24 escolas básicas

A Vice-Presidente da CMF, Idalina Perestrelo frisa que a Câmara, como entidade pública, tem o dever de estar na linha da frente desta intervenção, que, para além da sensibilização, dota a cidade de mais e melhores equipamentos enquadrados com estilos de vida sustentável
Comentários