Funcionários do BBVA acusam banco de monitorizar e-mails e telemóveis

A informação surge na sequência do caso Villarejo que começou a ser julgado em 2017, mas só incluiu o BBVA em 2019

Os funcionários do Banco Bilbao Vizcaya (BBVA) acusam a instituição bancária de monitorizar os seus e mails e telemóveis, segundo o El Economista. A informação surge na sequência do caso Villarejo, um caso que remonta ao ano de 2017.

Em 2019, o BBVA começou a ser investigado pelo Supremo tribunal Espanhol, a Audiencia Nacional, por suborno, divulgação de informação privada e práticas comerciais corruptas. Os procuradores do caso suspeitavam que o banco espanhol tinha contratado os serviços da empresa Cenyt de José Villarejo para obter informações em relação à construtora espanhola Sacyr.

Através dos documentos analisados na investigação do Supremo Tribunal Espanhol foi possível concluir que o BBVA supervisionou as comunicações com o objectivo de averiguar se existiam funcionários a revelar informações à imprensa.

O banco negou que esta prática tivesse sido levada a cabo. “Esperamos obter mais dados para perceber o que aconteceu”, afirma o BBVA. No entanto os trabalhadores revelam “não estar surpreendidos por terem sido vigiados”.

O caso Villarejo remete para José Manuel Villarejo, um ex-comissário da polícia que está a ser investigado, desde 2017, por controlar, durante duas décadas, telefones e gravações secretas, bem como outras invasões de privacidade contra políticos, empresários, juízes e jornalistas.

Relacionadas

BBVA com lucros de 3.512 milhões em 2019 a caírem 35%

O Grupo BBVA reporto um lucro recorrente, sem extraordinários, de 4.830 milhões de euros em 2019 ( 2,7% mais que em 2018), naquele que é “o melhor resultado desde 2009”.

BBVA Portugal obrigado a reintegrar “imediatamente” seis trabalhadores despedidos há cinco anos

Seis trabalhadores do BBVA Portugal, demitidos em dezembro de 2014, vão ser reintegrados nos seus postos de trabalho no primeiro dia útil de 2020. Isto é, na quinta-feira, 2 de janeiro.
Recomendadas

Covid-19: APED defende venda dos autotestes nos super e hipermercados

O diretor-geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) defendeu, em entrevista à Lusa, a venda dos autotestes covid-19 nos supermercados e hipermercados, salientando que o setor quer estar “na parte da solução”.

Efacec promove ‘crowdsourcing’ para empreendedores

As propostas serão avaliadas por uma equipa multidisciplinar da empresa e as propostas escolhidas terão acesso a uma parceria a longo prazo, validação da solução, oportunidade de negócio sustentável e à experimentação, exposição e expansão junto da Efacec.

Turismo Centro de Portugal lança campanha com 20% de desconto na compra de ‘escapadinhas’ na região

As reservas a preços promocionais em unidades hoteleiras da região no âmbito desta campanha podem ser feitas até 30 de junho, para serem usadas até finais de outubro.
Comentários