PremiumFundo de Resolução agrava défice em 275 milhões

Proposta de Orçamento do Estado para 2021 prevê despesas do Fundo de Resolução de 476,6 milhões de euros, que deverão ser injetados no capital do Novo Banco. Mas o impacto líquido no défice orçamental de 4,3% será de 275 milhões de euros.

A proposta de Orçamento do Estado para 2021 (POE2021) prevê que a despesa consignada ao Fundo de Resolução (FdR) é de 476,6 milhões de euros. Este é o valor que será canalizado para capitalizar o Novo Banco no próximo ano por conta das perdas registadas em 2020, segundo o mecanismo de capital contingente, que obriga o FdR a suprir as necessidades de capital da instituição de crédito.

Assim, a proposta de OE2021 estima que, no próximo ano, o banco liderado por António Ramalho peça ao FdR 476,6 milhões de euros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

PremiumApanhar a boleia da retoma para regressar à rota descendente

O crescimento da economia deverá mais que compensar o saldo negativo orçamental, segundo as contas do Governo, permitindo regressar em 2021 à curva descendente do rácio da dívida pública.

PremiumReforçar o Sistema Nacional de Saúde em tempos de pandemia

A crise pandémica estende-se a quase todas as áreas da vida económica, mas a saúde é, obviamente, a principal visada. Agora, o Governo reconhece a importância de reforçar um setor para o qual se pediam mais meios há vários anos.

PremiumGoverno recupera objetivo de redução do défice

A crise da pandemia fez o défice disparar para 7,3% do PIB este ano, segundo as estimativas do Executivo, mas no próximo ano a redução já será 3 p.p.. Apesar do aumento nominal da despesa do Estado aumentar em 2021, peso no PIB volta a cair.
Recomendadas

Tribunal da Concorrência declara prescrição de coimas do BdP a ex-administrador do Montepio

Tribunal da Concorrência declarou a prescrição das contraordenações imputadas pelo supervisor ao ex-administrador do Montepio Rui Amaral, num processo que já teve sentença anulada pelo Tribunal da Relação e que tem novo início agendado para a semana.

Novo Banco lança serviço de agregação financeira para negócios e empresas

O Novo Banco lançou a NBnetwork+ para apoiar a gestão financeira diária das empresas. Este serviço encontra-se integrado no NBnetwork, o homebanking para os clientes negócios e empresas, anuncia o banco em comunicado.

Tribunal de Justiça da UE confirma que BCE pode manter documentos confidenciais sobre o BES

No acórdão, o Tribunal de Justiça nega provimento ao recurso da sociedade luxemburguesa Espírito Santo Financial Group (uma das entidades através da qual o GES assegurava o controlo do BES) que pedia a anulação da decisão do BCE de 31 de agosto de 2016, que recusou parcialmente o acesso a certos documentos relativos a decisões sobre o BES tomadas em reuniões do supervisor.
Comentários