Nasce o Fundo Europeu de Inovação Social e Impacto após mobilizar 4,5 milhões de euros

O fundo de investimento alternativo visa beneficiar empreendedores sociais. Já estão a decorrer negociações com os primeiras empresas inovadores para potenciais investimentos, segundo a Comissão Europeia.

Já foi lançado o Fundo Europeu para a Inovação Social e o Impacto Social (ESIIF), depois de terem sido angariados, na primeira ronda de financiamento, 4,5 milhões de euros através de investidores institucionais e privados. O fundo europeu de empreendedores sociais, gerido pelo Fundo Europeu de Investimento (FEI), destina-se a empresas early-stage que procuram resolver problemas na sociedade, mas enfrentam obstáculos no acesso ao capital.

O fundo, que beneficiará os empresários que trabalham em prol da educação, alimentação, saúde ou serviços sociais, tem uma garantia do Programa da União Europeia para o Emprego e a Inovação Social (EaSI). A garantia em causa cobre perdas de investimento de até 3,2 milhões de euros do volume alvo do fundo de 20 milhões de euros, segundo informou a Comissão Europeia, em comunicado.

O ESIIF irá emitir dívida subordinada (mezzanine capital) ainda antes do fim do ano para conceder os primeiros empréstimos às startups. Segundo a informação transmitida por Bruxelas, os investidores ainda podem aderir ao fundo nos próximos 12 meses, apesar de já estarem a decorrer as negociações com os primeiros inovadores sociais para potenciais investimentos.

O comissário europeu do Emprego e Direitos Sociais considera que o valor acrescentado que têm as empresas sociais é evidente, “mas frequentemente o acesso ao financiamento é a junção que falta”. “Este fundo apoiado pela União Europeia e ligará empresas sociais em estágio inicial com investidores para que tornem os seus projetos realidade. Devemos continuar a investir na economia social, criar empregos, ajudar a melhorar a vida dos cidadãos e fortalecer a resiliência das nossas sociedades”, afirma Nicolas Schmit.

“Com o ecossistema de empresas sociais ainda embrionário, os programas da UE irão catalisar o apoio financeiro aos empreendedores sociais. O instrumento financiado pelo EaSI complementará o financiamento existente do FEI para este tipo de empresas”, referiu o diretor geral do FEI, Alain Godard.

Recomendadas

Presidente da República exige maior controlo da legalidade na contratação pública

“É naturalmente compreensível – e até desejável – a necessidade de simplificação e de aperfeiçoamento de procedimentos em matéria de contratação pública que possam, com rigor, implicar a melhoria das condições de vida dos portugueses e permitir flexibilizar a atribuição e a alocação dos referidos fundos”, salientou Marcelo Rebelo de Sousa.

Presidente da República veta diploma que altera regras de contratação pública

Este veto do chefe de Estado foi divulgado no portal da Presidência da República.

Natal e passagem de ano: estas são as 14 regras que vão vigorar

Restaurantes abertos até à uma da manhã nas noites de natal e de passagem de ano, e natal sem interdição de circulação entre concelhos são algumas da medidas que vão vigorar durante a época festiva. Governo avalia medidas a 18 de dezembro à luz da evolução da pandemia da Covid-19.
Comentários