Galp e Mota-Engil animam PSI 20. Cofina cai quase 3%

A meio da manhã desta quinta-feira o principal índice bolsista português regista uma subida de 0,77% para 4.857,85 pontos, seguindo a tendência das congéneres europeias.

Stringer/Reuters

O principal índice bolsista português, PSI 20, encontra-se a valorizar 0,77% para 4.857,85 pontos, seguindo a tendência das congéneres europeias que estão a negociar em terreno positivo.

Das principais cotadas portuguesas, destaque para a Mota-Engil que sobe 2,11% para 1,94 euros. Já a petrolífera Galp cresce 1,67%, para 12,81 euros e a Francisco Ramada cresce 1,96%, para 6,24 euros. Em terreno positivo está também a Navigator, que sobe 1,43% para 2,98 euros, e a Sonae SGPS, que valoriza 1,22% para 0,83 euros.

As únicas cotadas nacionais a negociarem no ‘vermelho’ a meio da sessão são a Pharol, (2,07%), para 0,11 euros e a NOS que cai 0,09%, para 5,41 euros. Depois de três dias em subida constante a Cofina está agora a descer 2,94% para 0,49 euros.

Na Europa todas as cotadas estão a negociar no ‘verde’. Na Alemanha, o DAX cresce 1,11%, no Reino Unido, o FTSE 100 sobe 1,00%, o francês CAC 40 valoriza 1,47%, o holandês AEX cresce 0,97%. Em Espanha, o IBEX35 valoriza 1,04% e o italiano FTSE MIB sobe 1,72%.

A cotação do barril de Brent valoriza 0,43%, com valor de 60,29 dólares, enquanto a cotação do crude WTI cresce 0,11%, para 56,19 dólares por barril.

No mercado cambial o euro desvaloriza 0,01%, para 1,10 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Exclusivo: Farfetch com ‘breakeven’ em 2021 é “cenário perfeitamente realista”, diz José Neves

Em entrevista ao JE, o CEO diz que a empresa ainda não tem ‘guidance’ oficial, mas vê como correta a estimativa dos analistas sobre o ‘breakeven’ ao nível do EBITDA daqui a dois anos. A melhoria da margem no terceiro trimestre mostra o caminho a seguir, diz, mostrando confiança numa subida das ações. Cotação do título dispara 33% na abertura em Wall Street.

Bolsa de Nova Iorque abre em alta. Farfetch dispara 30% após divulgar resultados

A empresa de ‘e-commerce’, liderada pelo português José Neves, viu o seu prejuízo aumentar 10,6% face ao período homólogo, para 86,5 milhões de dólares, mas teve um disparo de 90% nas receitas (255,5 milhões de dólares).

Grão a grão Wall Street não enche o papo

Para o mercado se manter neste nível é porque os investidores esperam que ocorra uma recuperação nos lucros das empresas nos próximos meses.
Comentários