Ganhos superiores a 6% do BCP impulsionam praça nacional que acompanha pares europeias

O principal índice bolsista português avança 2,11% para 4.653,25 pontos, em linha com as principais praças europeias, prosseguindo em alta pelo terceiro dia consecutivo.

O principal índice bolsista português (PSI 20) avança 2,11% para 4.653,25 pontos, em linha com as principais praças europeias, esta quarta-feira, prosseguindo em alta pelo terceiro dia consecutivo.

“Depois de ter sido revelado que a atividade terciária na China registou uma expansão surpreendente em maio, chegou a indicação que na zona euro o alívio do ritmo de contração foi mais expressivo que o previsto, o que veio dar ânimo aos investidores.”, comentou Ramiro Loureiro, Mtrader do Millennium BCP.

Os preços na produção industrial recuaram, em abril, na zona euro e na União Europeia (UE) quer face a março quer na comparação com o mês homólogo de 2019, de acordo com o Eurostat. Na zona euro, os preços na produção industrial caíram 4,5% face a abril de 2019 e 2,0% na comparação com março, mês em que já tinham diminuído 2,8% e 1,5%, respetivamente.

Já na UE, o indicador recuou em abril 4,3% (2,5% em março) na variação homóloga e 1,9% (1,4% em março) face ao mês anterior.

Relativamente à China, o PMI Serviços (indicador da atividade terciária) passou de 44.4 para 55 no mês de maio, “quando se antecipava uma melhoria apenas para 47.3”. A evolução acima das expetativas, de acordo com Ramiro Loureiro, “revelou uma expansão surpreendente da atividade dos serviços, quando os analistas esperavam um alívio do ritmo de contração”.

Também o Japão aliviou o ritmo da queda na atividade terciária.. com o PMI Serviços a passar de 21,5 para 26,5 em maio.

As bolsas europeias beneficiam, desta forma, do otimismo dos investidores sobre uma recuperação económica, eventualmente, mais rápida do que o previsto. A reabertura das economias na Europa está a ser acompanhada por boas prestações nos mercados de ações.

Os investidores aguardam, ainda, mais indicações sobre um possível acordo comercial entre a UE e o Reino Unido, na sequência do Brexit. Segundo notas reveladas pela Bloomberg, a União Europeia pretende convencer Boris Johnson a firmar um compromisso no final deste mês, na tentativa de impedir que o Reino Unido se afaste do bloco sem um acordo comercial,

Noutro recanto da Europa, os investidores aguardam por novidades na Alemanha, onde a chanceler ainda não conseguiu fechar um acordo sobre um pacote suplementar de estímulos que pode chegar até aos 100 mil milhões de euros. As negociações foram adiadas para esta quarta-feira.

A chanceler alemã deveria ter fechado o documento entre os membros do governo da coligação CDU/CSU (do qual faz parte Merkel) e SPD, promovendo um acordo entre os parceiros da coligação, mas isso ainda não se verificou.

De acordo com o Der Spiegel, citado pela Bloomberg, em 28 de maio, estes 100 mil milhões de euros configuram um um segundo orçamento suplementar para cobrir a quebra de receitas fiscais e para acompanhar o programa conjuntural que está a ser delineado pelo governo alemão. O referido orçamento suplementar está a ser preparado pelo ministro das Finanças alemão, Olaf Scholz (SPD).

Na bolsa portuguesa, todas as 18 empresas cotadas valorizam. O PSI 20 é impulsionado pelos ganhos do BCP (6,24%), prolongando os ganhos da sessão de terça-feira (10%).

As papeleiras Altri (3,98%), Semapa (3,68%) e Navigator (3,30%) também dão alento ao PSI 20.

No setor energético, destaque para a Galp, que beneficia do bom momento que o mercado petrolífero atravessa e ganha 2,39, para 11,98 euros, com a perspetiva de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) vai prolongar os cortes na produção,

No mercado da matéria-prima, o Brent, que é negociado em Londres e é referência Portugal, perde 0,49%, para 39,38 dólares. Já o WTI, em Nova Iorque, avança 0,27%, para 36,89 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Domingos Soares de Oliveira: “não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”

“Conforme é sabido, o nosso presidente tem uma relação pessoal com o treinador Jorge Jesus, portanto é natural que converse com o treinador, mas não não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”, vincou Domingos Soares de Oliveira.

PSI-20 fecha em alta com a ajuda do BCP que valorizou mais de 3%

O BCP foi a estrela da sessão ao subir mais de 3%. Mas a queda da EDP, depois das notícias de que a própria empresa deverá ser constituída arguida no processo de rendas excessivas, travou a subida do PSI-20 que fechou em alta, mas abaixo das principais praças da Europa.

Benfica levanta 50 milhões de euros no empréstimo obrigacionista. Procura atingiu os 70 milhões

A Sport Lisboa e Benfica, SAD, levantou 50 milhões de euros na oferta pública de subscrição das “Obrigações Benfica SAD 2020-2023”. A procura superou a oferta em 1,4 vezes.
Comentários