Gasóleo desce nove semanas depois. Gasolina sobe pela sexta semana

Gasolina sobe 1,5 cêntimos por litro nas estações das petrolíferas. Já nas marcas brancas, as subidas atingem os dois cêntimos por litro.

Nove semanas depois, sempre com subidas consecutivas, o gasóleo volta a descer. O combustível mais consumido pelos portugueses vai registar uma descida de 0,5 cêntimos de euro por litro, avançou ao Jornal Económico uma fonte do setor.

A gasolina, por sua vez, vai subir pela sexta semana consecutiva, com aumentos de 1,5 cêntimos de euro por litro na bombas de combustíveis das petrolíferas na próxima semana. Já nas bombas de marcas brancas, as subidas vão atingir os dois cêntimos de euro na próxima semana.

Conforme revelou o Jornal Económico esta semana, a diferença entre o gasóleo e a gasolina está em mínimos históricos. Abastecer um depósito a gasolina é mais caro do que atestar com gasóleo. Mas o estreitamento de preços tem vindo a acentuar-se. E, nos últimos quatro anos, a diferença de preço entre a gasolina e o gasóleo reduziu-se em 82%.

Na semana passada, a diferença entre um litro de diesel e um litro de gasolina encolheu para os 5,8 cêntimos,  segundo dados da Direção Geral de Energia e geologia (DGEG), o que representa um mínimo histórico. Ou seja, nunca a diferença entre os dois combustíveis foi tão curta.

Se recuarmos a 2015, por exemplo, a discrepância entre os dois combustíveis era de 32,5 cêntimos. O que quer dizer que, nessa altura, atestar um depósito com 50 litros de gasóleo ficava 16 euros mais barato que abastecer com gasolina.

Atualmente, e segundo os dados da DGEG, o preço médio do litro da gasolina 95 custa, em média, 1,475 euros, enquanto o litro do gasóleo vale 1,417 euros. A diferença, de 5,8 cêntimos por litro, equivale a uma poupança de pouco mais de 2,90 euros para o mesmo depósito de 50 litros.

 

Gasóleo ao preço da gasolina? Diferença está em mínimos históricos

Ler mais
Recomendadas

Os cinco problemas da economia angolana aos olhos do FMI

O Fundo Monetário Internacional aprovou a segunda tranche de financiamento para Angola no valor de 248,15 milhões de dólares, mas identificou cinco desafios que as autoridades angolanas devem fazer de tudo para ultrapassar, entre os quais a diversificação económica.

Governo estima atribuir 156 mil novas pensões este ano

Os dados foram avançados por Mário Centeno na Comissão do Trabalho e da Segurança Social, em resposta a críticas dos deputados sobre atrasos na atribuição de pensões.

“Sem fundo de garantia de depósitos comum, união bancária é insuficiente”, afirma economista-chefe do FMI

Gita Ginopath, economista-chefe do Fundo Monetário Internacional, disse que o “próximo passo” para o reforço da união bancária passa pela construção do fundo de garantia de depósitos comum, elemento fundamental para o futuro da União Económica e Monetária. E, para a união dos mercados de capitais, defendeu a construção de “instituição central para instituições não financeiras”.
Comentários