GNR e PSP asseguraram 131 transportes de combustível desde segunda-feira

Entre segunda e sexta-feira, a GNR e a PSP asseguraram o transporte de combustível em 131 veículos pesados, no âmbito da situação de alerta devido à greve dos motoristas de matérias perigosas, anunciou o Governo, este sábado.

greve_motoristas_materias_perigosas
António Cotrim/Lusa

Segundo um comunicado do Ministério da Administração Interna (MAI), esse transporte destinou-se às regiões de Lisboa, Faro, Setúbal, Sintra, Beja e Algarve e, na sexta-feira, ao aeroporto de Lisboa.

Os transportes realizados nesses cinco dias envolveram 154 elementos das forças de segurança, precisa o texto.

Os números avançados, comparados com os divulgados anteriormente, significam que na sexta-feira a GNR e a PSP conduziram quatro camiões de transporte de matérias perigosas, contra 43 na quinta-feira.

Dados do MAI divulgados na sexta-feira indicavam que, entre segunda e quinta, as forças de segurança tinham assegurado o transporte de combustível em 127 pesados.

A situação de alerta, decretada pelo MAI, vigora desde as 23:59 do dia 09 de agosto até às 23:59 do dia 21 de agosto em Portugal continental.

Os motoristas de matérias perigosas cumprem hoje o sexto dia de uma greve convocada por tempo indeterminado.

A greve foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), que na quinta-feira cessou a paralisação, para reivindicar junto da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) o cumprimento do acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

Portugal está em situação de crise energética, decretada pelo Governo devido a esta paralisação para evitar que fossem afetados serviços essenciais à população.

Ler mais
Relacionadas
greve_motoristas_materias_perigosas_camionistas

Governo autorizou mais de 15 mil a ter abastecimento prioritário

No âmbito da situação de crise energética, devido à greve dos motoristas de matérias perigosas, entre outros, foram considerados veículos equiparados a entidades prioritárias os que prestam serviços públicos essenciais na energia, telecomunicações, água para consumo humano.

Pode abastecer-se em mais de 81% dos postos de combustível

Às 17h00 deste sábado, dia 17 de agosto, entre os postos de abastecimento no país, existem 469 sem gasolina e 673 sem gasóleo, o que compara com os 473 postos sem gasolina e 676 sem gasóleo por volta das 14h30.
greve_motoristas_materias_perigosas_camionistas

Dez horas de negociações não foram suficientes. Motoristas e patrões falham acordo e greve mantém-se

“Trabalhámos em conjunto com o senhor ministro uma proposta que seria razoável para desbloquear a situação. A Antram rejeitou a proposta e a greve mantém-se”, afirmou à agência Lusa o representante do SNMMP, Pedro Pardal Henriques, no final da reunião.
Recomendadas

Brexit: Juncker recorda a Johnson que cabe ao Reino Unido apresentar propostas

O presidente Juncker sublinhou a permanente disponibilidade e abertura da Comissão para examinar se essas propostas correspondem aos objetivos do ‘backstop’”.

Primeiro-ministro mentiu à Rainha sobre suspensão do Parlamento? Boris Johnson diz “que não”

Depois do tribunal da Escócia ter acusado o primeiro-ministro de enganar a Rainha Isabel II de um“propósito impróprio de impedir o Parlamento”, Boris Johnson vem agora negar as acusações afirmando que o tribunal do Reino Unido está do seu lado.

Governo britânico com cenário catastrófico de Brexit sem acordo: falta de comida e medicamentos, aumento dos preços da luz, Gibraltar bloqueado

Falta de comida e medicamentos, aumento significativo dos preços, bloqueio de travessias no Canal da Mancha e protestos são algumas das previsões de “pior cenário possível” para um Brexit sem acordo.
Comentários