Governo anuncia que 42% do PRR já está em vias de contratualização

O Executivo reuniu-se com a comissão de acompanhamento do PRR e no final deu a conhecer que 15 % dos fundos já estão contratualizados, mas, mais importante ainda, 42% estão em vias de contratualização.

Lusa

Depois de esta semana Portugal ter recebido a fatia de pré-financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o Governo reuniu esta quinta-feira com a Comissão Nacional de Acompanhamento (CNA) do PRR, liderada por Costa Silva, e deu a conhecer que cerca de 42% do plano está já em vias de contratualização. Paralelamente, o primeiro-ministro António Costa fez ainda saber que, até ao momento, já foram lançados 10 avisos e recebidas mais de 16 mil candidaturas.

O encontro que decorreu em São Bento “teve como objetivo fazer um ponto de situação e ouvir e registar as recomendações” da CNA, tendo sido apontados “aspetos para melhorar a eficácia, a eficiência e o impacto do PRR”, enquadrados pelo “objetivo muito claro” de “acelerar a execução” do plano e “garantir que este produza uma verdadeira transformação do país”.

Estes objetivos já anteriormente tinham sido descritos como prioridades pelo ministro das Finanças, João Leão. As primeiras contratualizações correspondem a 15% do plano, num montante de 2,49 mil milhões de euros. No total, entre contratualizações efetuadas e em vias de o serem, cerca de 6,955 mil milhões de euros já têm destino.

Recorde-se que, na terça-feira, Bruxelas libertou os primeiros envelopes do fundo de recuperação, fazendo chegar a Portugal 2,2 mil milhões de euros, de um total de 16,6 mil milhões de euros em subvenções a fundo perdido (13,9 mil milhões) e em empréstimos (2,7 mil milhões).

Recomendadas

PremiumRuben Eiras: “Solar e eólicas offshore serão mais competitivas que o nuclear em 2040”

A massificação da produção de hidrogénio não dependerá da eletricidade gerada pelo nuclear, admitiu o ex-diretor-geral da Política do Mar e secretário geral do Fórum Oceano ao Jornal Económico.

Crescimento da economia deverá ficar acima dos 4,5% em 2021

O novo cenário macroeconómico que acompanhará a proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) também trará uma revisão em alta das perspetivas para o mercado de trabalho, já que as expectativas sobre a evolução do emprego e o desemprego são mais positivas do que o Governo antecipou quando apresentou o Programa de Estabilidade.

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

“O Estado não passa responsabilidades na educação, na saúde ou não ação social, sem transferir também para os municípios os recursos financeiros necessários para que possam exercer essas competências”, afirmou o líder socialista num comício da candidatura do PS naquele município liderado pelo empresário e engenheiro civil Manuel Machado, que se candidata pela terceira vez.
Comentários