Governo da Madeira anuncia linha de crédito de cinco milhões de euros para tesouraria do setor primário

Foi ainda aprovado pelo Governo da Madeira uma flexibilização dos prazos contratualmente definidos para execução física e financeira de projetos do PRODERAM de 2020.

Num prazo de 30 dias vai ser criada uma linha de crédito bonificado para ajudar na tesouraria de modo a que se faça o relançamento do sector primário no valor de cinco milhões de euros, de modo a que se antecipe o pagamento do POSEI 2020, anunciou Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional.

Será também dado apoio ao sector agrícola e agroalimentar, de modo a que exista uma distribuição às IPSS de produtos lácteos diversos até 120 mil euros.

Foi autorizada uma flexibilização dos prazos contratualmente definidos para execução física e financeira de projectos do PRODERAM de 2020.

Para as pescas será dado apoio a armadores, pescadores, compradores através de medidas como a suspensão do  pagamento de taxas 1ª venda peixe fresco pelo período de 90 dias.

Foram ainda anunciadas várias medidas para apoio de sectores como a educação e apoio às empresas de modo a diminuir o impacto causado pelo coronavírus Covid-19.

Recomendadas

Madeira atinge os 50 casos positivos de coronavírus

Esta semana termina a quarentena obrigatória para um primeiro grupo que cumpre o isolamento em unidade hoteleira. Neste sentido, foram já realizados 27 testes de rastreio à Covid-19 que aguardam resultado.

Cartões contactless com novo limite de 50 euros

Esta medida surge no âmbito da pandemia da COVID 19, procurando assim o Governo alargar e manter as recomendações de distanciamento social, incentivando-se os pagamentos “sem contacto”.

Linha de apoio a empresas da Madeira de 100 milhões de euros tem acesso universal

O início da operação será entre 20 e 24 de abril, e o período de vigência até 31 de dezembro de 2020. Se existir quebra de faturação de 40% e se as empresas mantiverem os postos de trabalho no período de carência de 18 meses o apoio transforma-se em fundo perdido.
Comentários