Governo da Madeira investiu mais de 20 milhões de euros na segurança da população

Na próxima terça feira, o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, acompanhado pelo vice-presidente, Pedro Calado, e pelo Secretário Regional da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, estará presente no debate “sobre uma área considerada prioritária para o executivo”, refere a nota governamental.

O Governo Regional da Madeira investiu mais de 20 milhões de euros na última legislatura [2015-2019] na segurança dos madeirenses, revelou na passada quarta-feira a Vice-Presidência em comunicado.

O próximo debate mensal, na Assembleia Legislativa da Madeira, marcado para a próxima terça-feira, tem como tema a “Proteção Civil Regional e a Segurança da População”.

Na próxima terça feira, o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, acompanhado pelo vice-presidente, Pedro Calado, e pelo Secretário Regional da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, estará presente no debate “sobre uma área considerada prioritária para o executivo”, refere a nota governamental.

“Ao parlamento, o Governo Regional deverá levar os números que comprovam que, só na última legislatura, foram investidos mais de 20 milhões de euros, por forma a garantir a melhor prontidão do Serviço Regional de Proteção Civil e a segurança da população”, lê-se na nota do gabinete de Pedro Calado.

Segundo o executivo regional, aquele investimento permitiu o reforço do serviço “com mais meios e recursos técnicos e humanos, por forma a garantir a eficácia e a prontidão na salvaguarda dos madeirenses e porto-santenses”.

A aposta na prevenção, continua a nota, será sublinhada no debate, nomeadamente no que diz respeito à aquisição de equipamentos e viaturas, na celebração de contratos programa com as associações humanitárias de bombeiros da Região, na disponibilização de meios aéreos, no investimento na formação destes profissionais e no funcionamento anual da Emir – Equipa Médica de Intervenção Rápida.

Ler mais
Recomendadas

APRAM recebe 4,3 milhões de euros de indemnização compensatória

A verba serve para compensar a APRAM pelas “atividades de interesse público que lhe estão confiadas” pela região, e dizem respeito a 2020.

França inicia operação de encerramento de central nuclear

França encerrou a central nuclear de Fessenhein.

Câmara do Funchal reconhece trabalho de guias turísticos do Funchal

“É graças a vós que a difusão da nossa História e Cultura, das nossas tradições e da nossa maneira de estar é exaltada, e que aqueles que nos visitam levam um pouco do Funchal pelo mundo fora”, salientou.
Comentários