Governo determina “encerramento compulsivo” do ISLA de Leiria

Segundo despacho publicado em Diário da República, a instituição encerra no final do ano letivo de 2021-2022, de modo a possibilitar aos estudantes atualmente inscritos a conclusão dos respetivos ciclos de estudo.

Um despacho do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, publicado, esta segunda-feira, 25 de outubro, em Diário da República, determina que o ISLA – Instituto Superior de Gestão e Administração – de Leiria tem de cessar as atividades letivas até ao final do ano letivo de 2021-2022.

O prazo foi dado de forma a possibilitar aos estudantes atualmente inscritos a conclusão dos respetivos ciclos de estudo, justifica o despacho.

O “encerramento compulsivo” culmina o processo de “avaliação institucional gravemente negativo” desenvolvido pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), em 10 de dezembro de 2019. A decisão da A3ES foi tomada “em concordância com a recomendação e fundamentação da Comissão de Avaliação Externa (CAE)”, que anteriormente também tinha avaliado a instituição.

Esta Comissão constatou, segundo o despacho, “elevadas e preocupantes taxas de insucesso, retenção e abandono escolar; debilidades sérias nos domínios da investigação orientada; desenvolvimento tecnológico; formação avançada, produção científica do corpo docente; prestação de serviços à comunidade e colaboração nacional e internacional e inexistência de um corpo docente próprio”.

O ISLA Leiria tentou evitar o encerramento, mas os recursos que interpôs foram julgados improcedentes, nomeadamente a providência cautelar para suspensão da eficácia da decisão do conselho de administração da A3ES apresentada no Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria.

Segundo o despacho “deve ser desenvolvida uma ação conjunta entre a Direção-Geral do Ensino Superior e a Inspeção-Geral da Educação e Ciência para acompanhamento das medidas de organização e conservação da documentação fundamental do ISLA Leiria, tendo também em vista verificar as eventuais condições de manutenção daquela documentação por parte da entidade instituidora”.

Ler mais
Recomendadas

Torres Vedras vai ter ensino superior em saúde. Polo abre no próximo ano com mestrado em Enfermagem Médico-cirúrgica

O antigo edifício dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento da cidade torreense vai albergar o novo polo do IPLeiria, considerado de grande importância para a escolha da localização do futuro Hospital do Oeste.

Colégios privados reservam-se ao direito de darem aulas online durante pontes dos feriados

A Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) emitiu um comunicado a esclarecer que os colégios privados estão no seu direito de darem aulas online nos dias que antecedem os feriados, apesar da proibição das escolas abrirem fisicamente.

UAveiro impulsiona mudança de hábitos e distribui 239 bicicletas a alunos, professores e funcionários

O projeto, pioneiro em Portugal, é lançado esta segunda-feira, 23 de novembro, e, segundo o reitor Paulo Jorge Ferreira, permite que se façam menos 16 mil quilómetros de carro. Um contributo para um ar mais limpo.
Comentários