Governo Regional da Madeira investe 7,8 milhões de euros em obra na Escola da Ribeira Brava

Relativamente a próximas obras no concelho da Ribeira Brava, Pedro Fino, avançou que na Tabua há uma obra em curso para a canalização da ribeira e que a estrada regional vai ser consolidada no próximo ano.

O Governo Regional da Madeira investiu 7,8 milhões de euros numa obra na Escola da Ribeira Brava. O Secretário Regional de Equipamentos e Infraestruturas, Pedro Fino, explicou esta sexta-feira, que a escola vai passar a ter 40 salas de aula e um auditório, para servir a comunidade escolar, bem como a população em geral, um polidesportivo, vai criar acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida e proporcionar mais estacionamentos à escola.

“A conclusão da primeira fase da obra vai acontecer no primeiro trimestre do próximo ano, e depois em dezembro, do próximo ano, está prevista a conclusão da segunda fase. Este faseamento permite que a escola tenha um funcionamento regular e que o sistema de refeições para os alunos seja mantido”, afirmou o Secretário.

Já o Secretário Regional da Educação, Ciência e Tecnologia, Jorge Carvalho, realça que a obra vai responder aos desafios futuros “e vem criar excelentes condições para que os alunos do concelho da Ribeira Brava possam usufruir de um excelente espaço para a sua formação”.

Relativamente a próximas obras no concelho da Ribeira Brava, Pedro Fino, avançou que na Tabua há uma obra em curso para a canalização da ribeira e que a estrada regional vai ser consolidada no próximo ano.

Recomendadas

JPP quer redução de impostos para desenvolvimento da economia e empregabilidade

O partido apelou a que o executivo madeirense seja menos despesista e por essa via alivie as empresas e famílias de modo a que se gere mais poupança, se dinamize a economia e se crie emprego.

Madeira: PSD quer equiparação do IHM ao IRHU para beneficiar de IVA mais reduzido

O PSD entende que o IHM e o IRHU devem ter um “tratamento igual” em termos fiscais, nas obras que visem a reabilitação de imóveis, beneficiando de uma taxa de IVA a 5%.

Rui Barreto assume compromisso de desenvolver mais investigação

O secretário regional da Economia salientou que existem cada vez mais projetos europeus de cooperação externa, e que a intenção do executivo passa por criar um corpo único que permita ter melhor acesso a este tipo de projetos.
Comentários