Greta Thunberg já chegou a Madrid para participar em greve climática com 100 mil manifestantes

A ativista ambiental vai participar numa manifestação esta sexta-feira na capital espanhola, com 100 mil participantes a exigir medidas para combater as alterações climáticas.

Greta Thunberg | Cristina Bernardo

Greta Thunberg já chegou a Madrid para participar numa mega-manifestação que vai ter lugar esta sexta-feira, 6 de dezembro.

O comboio que transportou a ativista ambiental chegou à estação de Chamartin em Madrid depois das 7h30 em Lisboa (8h30 em Espanha).

À chegada a Chamartin, a jovem sueca tinha dezenas de jornalistas à sua espera na plataforma de comboios, o que exigiu a presença de operacionais da Polícia Nacional de Espanha.

A jovem sueca vai participar hoje numa manifestação onde deverão estar presentes 100 mil manifestantes a exigir aos líderes mundiais mais medidas para combater as alterações climáticas.

A manifestação tem início às 18h00 na capital espanhola (17h00 em Lisboa), e foi convocado para esta data porque está a decorrer em Madrid a cimeira do clima COP 25. Esta cimeira é organizada pelas Nações Unidas e vai reunir líderes de países de todo o mundo para debaterem as alterações climáticas.

De Portugal já partiram cinco autocarros com 250 ativistas rumo a Madrid para participarem na greve climática.

 

Ler mais

Relacionadas
José Coelho/Lusa

Nuno Melo sobre Greta Thunberg: “A adolescente chorosa” que “navega mundo fora com estilo”

Também João Almeida do CDS veio a público deixar críticas ao “circo montado à volta de Greta” e à “cedência de muitos políticos” a um “triste espetáculo”.

Greta Thunberg: “Os adultos subestimam a força das crianças zangadas”

“Muitas pessoas não querem a mudança e fazem de tudo para a evitar”, disse a ativista ambiental em Lisboa, antes de partir para a cimeira do clima COP 25 em Madrid.

Greta: Antes de Madrid, a ativista fica mais uns dias na “bonita Lisboa”

Foram 21 dias em alto mar, a atravessar um Oceano Atlântico com alguma turbulência. Agora, apesar de tudo indicar que a partida acontecia ainda hoje, Greta Thunberg revelou que a estadia em Lisboa estende-se por mais de oito horas.

Marcelo elogia Greta Thunberg mas recusa “tirar proveito” da sua passagem por Portugal

“A política não é isso. A política é verdadeiramente lutar pelas causas, e não tirar proveito pessoal das causas”, acrescentou o Presidente da República.

João Almeida critica “cedência” política ao “triste espectáculo” de Greta Thunberg

O deputado e candidato a presidente do CDS-PP diz que “é preciso fazer política a sério” porque “um ícone e meia dúzia de palavras de ordem” não resolvem os problemas que os movem. “A cedência de muitos políticos a esse triste espetáculo mostra a superficialidade dos tempos que vivemos”, indica.

Greta Thunberg já chegou a Lisboa: “Não vou parar. Nenhum país do mundo está a fazer o suficiente”

De Lisboa, a jovem ativista vai para Madrid para participar na cimeira do clima COP 25, organizada pelas Nações Unidas, onde o mundo vai se reunir para debater as alterações climáticas.

“É importante amplificar a voz da Greta no combate às alterações climáticas”, afirma líder do PAN

Os partidos que integram a Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território estão presentes na Doca de Santo Amaro, em Alcântara, para receber a jovem Greta Thunberg em Lisboa.
Recomendadas

Covid-19: ‘Chef’ Vítor Sobral vai “acender uma velinha a Nossa Senhora de Fátima” para pagar salários

O Grupo Quina emprega cerca de 120 funcionários. Dois restaurantes foram encerrados, outros dois estão a funcionar em regime de ‘take away’, assim como as padarias. Vítor Sobral garante salários neste mês de março, mas não sabe como será no mês de abril.

“Queremos estar na linha da frente para relançar a economia nacional”, assegura vice-presidente da IP

Segundo os dados mais recentes fornecidos pela gestora da rede ferroviária nacional ao Jornal Económico, 63% das obras previstas no pano Ferrovia 2020 estão em andamento ou já foram finalizadas, um aumento face aos 52% neste estado que se verificavam em fevereiro deste ano. Estão mais de 800 milhões de euros em obra.

CGTP considera que apoios às empresas e famílias negligenciam “questões essenciais”

“A procura interna e o consumo das famílias, não só no atual período, como na fase que se vai seguir, serão determinantes para relançar a economia, promover emprego e assegurar que os bens e serviços das empresas são vendidos”, sustenta a intersindical.
Comentários