Greta Thunberg vai ao parlamento português entre final do mês e início de dezembro

Há uma semana, os deputados da comissão parlamentar de Ambiente aprovaram, por unanimidade, a proposta para a vinda da ativista sueca a Portugal.

REUTERS/Vincent Kessler

A ativista sueca Greta Thunberg aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de dezembro.

Segundo disse esta terça-feira à agência Lusa o presidente da comissão parlamentar, José Maria Cardoso, “houve recetividade” por parte dos representantes da ativista ao convite feito pelos deputados, pelo que Greta Thunberg deverá estar no parlamento “entre o final deste mês e os primeiros dias de dezembro”.

Há uma semana, os deputados da comissão parlamentar de Ambiente aprovaram, por unanimidade, a proposta para a vinda da ativista sueca Greta Thunberg a Portugal.

A proposta, apresentada pelo presidente da Comissão de Ambiente, teve aprovação unânime dos deputados e foi aceite pelo presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, disse José Maria Cardoso.

O deputado do Bloco de Esquerda que preside à comissão explicou que “a sessão não tem data em concreto” devido a “condicionalismos” relacionados com o meio de transporte da ativista, que se desloca de veleiro.

Em setembro de 2018, Greta Thunberg iniciou uma greve escolar em frente ao parlamento sueco para exigir medidas contra as alterações climáticas, que inspiraram um movimento global e levaram-na a ser recebida pelos líderes mundiais e a participar de conferências de alto nível.

Ler mais
Relacionadas

Deputados da comissão de Ambiente aprovam vinda de Greta a Portugal

“Foi uma proposta apresentada por mim e aprovada por unanimidade, que foi assumida por toda a comissão. Esta é uma vontade que vem já da anterior legislatura”, disse José Maria Cardoso, em declarações à Lusa.

Ativista ambiental Greta Thunberg vai passar pelos Açores a caminho de Espanha

“Agora, em direção aos Açores”, lê-se na última linha da publicação da ativista, que está a bordo do barco que não tem emissões poluentes.
Recomendadas

DGS alerta para perigos da subida de temperaturas

A Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, alertou esta segunda-feira para os perigos do calor que se vai fazer sentir esta semana, com um aviso especial para as crianças, idosos, grávidas e doentes crónicos, por representarem grupos mais vulneráveis.

Manifesto considera que investimento do Governo em hidrogénio é “aventura” em que o país não pode embarcar

O grupo composto por mais de 30 especialistas considera que não existe uma “racionalidade económica” para realizar um investimento na produção de hidrogénio. “O país não pode mais uma vez embarcar numa aventura como a Estratégia do Hidrogénio, que absorverá uma parte significativa dos recursos”, apelam.

Guterres pede aos líderes mundiais que escolham “o caminho das energias limpas”

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu esta quinta-feira aos líderes mundiais para escolherem “o caminho das energias limpas” nos respetivos planos de recuperação económica pós-pandemia, exortando a comunidade internacional a proibir o carvão e os apoios aos combustíveis fósseis.
Comentários