Greve dos motoristas: ARAC alerta Governo para os problemas da rent-a-car

Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor (ARAC) diz que greve dos motoristas poderá levar a “prejuízos avultados” a empresas do sector e privar clientes, na esmagadora maioria turistas, por falta de combustível. E alerta a imagem de Portugal poderá ser fortemente afetada”.

Nome do ficheiro: greve-motoristas-matérias-perigosas.jpg
Carlos Barroso/Lusa

A Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor (ARAC) assinala que está preocupada com greve dos motoristas a partir de 12 de agosto, uma paralisação que, segundo os sindicatos subscritores do pré aviso de greve “vai ter repercussões muito mais graves” do que as da greve de Abril que afetou muitas empresas de aluguer de automóveis, chegando a haver pessoas não que não conseguiram entregar os carros nem levantá-los devido aos depósitos vazios dos veículos. Uma realidade que pode ressurgir na greve de agosto e com prejuízos mais “avultados”  face à época alta para o sector do rente-a-car.

“A ARAC regista com preocupação a iminência de greve dos motoristas de matérias perigosas, a qual se irá repercutir no abastecimento de combustíveis no nosso país”, revela a associação em comunicado, onde dá conta de que no decurso da greve no passado mês de abril, várias empresas de rent-a-car, bem como os seus clientes, depararam-se com a impossibilidade de abastecer os seus veículos, “tornando insustentável o exercício da actividade”.

“Sendo o mês de agosto uma época super alta para a atividade de rent-a-car e para o Turismo Nacional, as empresas poderão incorrer em prejuízos avultados”, frisa a ARAC, acrescentando que caso os clientes, na sua esmagadora maioria turistas, fiquem privados de meios de mobilidade por falta de combustível, “a imagem de Portugal poderá ser fortemente afetada”.

“Para que o normal funcionamento das empresas de rent-a-car e a imagem do Turismo Nacional não sejam colocados em causa, a ARAC solicitou junto do Governo que sejam estabelecidos planos de contingência que permitam concretizar o abastecimento dos veículos de aluguer sem condutor”, conclui a ARAC.

O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP entregaram um pré aviso de greve convocada para 12 de agosto por tempo indeterminado na sequência da falta de acordo nas negociações com a associação empresarial do setor, a ANTRAM, para revisão do contrato coletivo.

Numa altura de férias em que as viagens de carro se multiplicam, a corrida aos combustíveis vai começar, tendo já o ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos,  aconselhado os portugueses a “abastecer” as suas viaturas para “se precaverem” no caso de haver greve dos motoristas a partir de 12 de agosto, uma paralisação que, segundo o SIMM, “vai ter repercussões muito mais graves” do que as da greve de abril.

O pré-aviso dos sindicatos para a greve propõe serviços mínimos de 25% em todo o território nacional enquanto na greve de abril eram de 40% apenas em Lisboa e Porto. Os patrões propunham 70%. Mas a ANTRAM e sindicatos não chegaram a acordo. A bola está agora do lado do Governo, através da Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) que ficará responsável por definir quais os serviços que os motoristas serão obrigados a cumprir.

 

Ler mais
Relacionadas
Nome do ficheiro: greve-motoristas-matérias-perigosas.jpg

Motoristas: Ministro da Defesa admite militares a ajudar minorar efeitos da greve

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, admitiu esta segunda-feira a utilização das forças armadas para minorar os efeitos da greve dos transportadores de combustíveis, em meados de agosto, desde que “tenha o enquadramento constitucional apropriado”.

Combustíveis: Novo aeroporto do Montijo vai ser abastecido por 20 camiões por dia

Tal como o aeroporto de Lisboa, o novo aeroporto do Montijo vai estar sujeito ao abastecimento via camião cisterna. Existe um oleoduto, mas não está a ser utilizado.

Governo mobiliza militares e polícia para greve dos motoristas

O Governo tem pouca esperança que seja possível evitar a greve dos motoristas.
Recomendadas

Exportações portuguesas para Londres abrandam 0,2% até novembro para 3.383 milhões de euros

As exportações de bens portugueses para o Reino Unido abrandaram 0,2% até novembro, face a igual período de 2018, para 3.383 milhões de euros, enquanto as importações subiram 13,2% para 1.972 milhões de euros.

Governo britânico vai enfrentar desafios orçamentais e económicos devido ao Brexit

O governo britânico pode reivindicar vitória ao concretizar o Brexit a 31 de janeiro mas, resolvido o divórcio entre Reino Unido e União Europeia, falta negociar a relação futura e anteveem-se potenciais escolhas difíceis com impacto no orçamento britânico.

Oficial. Rainha Isabel II promulga saída do Reino Unido da UE

A Rainha aprovou a proposta do primeiro-ministro Boris Johnson e a saída do Reino Unido da União Europeia fica inscrita na legislação britânica.
Comentários