Guterres afirma que existe um conflito sério entre pessoas e natureza

O secretário-geral da ONU disse que as populações estão em conflito com o planeta e as consequências estão a atingir os mais vulneráveis.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que existe um conflito sério entre as pessoas e a natureza, durante a abertura da Cimeira da Acção Climática para a Juventude.

Guterres declarou-se e foi apresentado como “ouvinte principal” em vez de orador na abertura da Cimeira da Ação Climática para a Juventude e fez estas observações depois de quatro jovens ativistas, entre os quais Greta Thunberg, terem falado.

António Guterres mencionou que os conflitos políticos e geográficos acontecem há milhares de anos, mas a novidade é que as populações estão em conflito com o planeta e as consequências estão a atingir os mais vulneráveis.

Por outro lado, Guterres lembrou que há uma grande diferença no diálogo sobre alterações climáticas, desde há dois anos e que a principal fonte de uma mudança no impulso foi a juventude.

“Esta alteração no impulso foi em grande parte devido à vossa iniciativa e coragem com que começaram o movimento e transformaram, de um pequeno movimento em frente a um parlamento […] em milhões de todo o mundo a dizerem claramente que não querem só que os políticos mudem de comportamento, mas que também sejam responsabilizados”, disse António Guterres a todos os jovens.

Recomendadas

Wells Fargo lucra 16.676 milhões de dólares entre janeiro e setembro, um aumento de 2%

No terceiro trimestre, apenas o Wells Fargo teve um resultado líquido que contraiu 23% para 4,61 mil milhões de dólares.

Goldman Sachs viu lucro dos primeiros nove meses cair 17%

No que toca ao lucro trimestral (três meses apenas) o Goldman Sachs Group registou uma queda de 27% devido sobretudo a baixas comissões de assessoria em negócios e à fraca atividade de tomada-firme em operações de colocação de títulos, avança a Reuters.

JP Morgan com lucro e receita maiores do que o esperado no 3° trimestre

“O JP Morgan Chase apresentou  uma receita recorde neste trimestre, demonstrando a força e a resiliência do nosso modelo de negócios, apesar de um cenário de taxa de juros mais desafiador”, segundo o CEO do maior banco de investimento do mundo.
Comentários