Holding de empresário espanhol compra 27% da Caixa Económica de Cabo Verde

A aquisição foi aprovada pelo Banco de Cabo Verde. Em entrevista ao Económico Cabo Verde, o presidente da comissão executiva da Caixa Económica, Emanuel Moreira, acredita que dentro de dois meses as negociações entre  o comprador, a IHCV, a Geo Capital e os outros acionistas poderão ser finalizadas.

A IHCV, uma holding detida pelo empresário espanhol Enrique Bañuelos de Castro, comprou os 27,44% da Caixa Económica de Cabo Verde, que, até agora, estava na posse da GeoCapital. A aquisição foi aprovada pelo Banco de Cabo Verde (BCV) que comunicou a venda numa nota.

Em comunicado, o BCV adianta que aprovou a compra de participação qualificada correspondente a 27,44% das ações da Caixa Económica de Cabo Verde depois de serem sido “esgotadas todas as diligências cabíveis” e de ter sido apreciado pedido formulado por Enrique Bañuelos de Castro, em representação da IHCV.

Uma operação que ainda não está finalizada. Em entrevista ao Económico Cabo Verde, o presidente da comissão executiva da Caixa Económica, Emanuel Moreira, acredita que dentro de dois meses as negociações entre  o comprador, IHCV, a Geo Capital e os outros acionistas poderão ser finalizadas.

Emanuel Moreira espera que o novo acionista traga “novos impute que possam contribuir para um maior dinamismo e protagonismo das atividades da Caixa económica ”. Apesar de a holding não ter experiência na área da banca, Emanuel Moreira espera que o empresário Enrique Bañuelos de Castro traga a sua experiencia imobiliária para reforçar o que o banco tem feito até agora no mercado nacional nesta área.

A partir de agora, os títulos da Caixa Económica de Cabo Verde ficam distribuídos da seguinte maneira: Instituto Nacional de Previdência Social (32,60%); IHCV – Internacional Holding Cabo Verde, SGPS Sociedade Unipessoal Lda. (27,44%); Correios de Cabo Verde (15,14%); Ímpar – Seguradora (12,07%) e outros subscritores/trabalhadores (12,8%).

Segundo o BCV, a proposta da IHCV foi apresentada a 20 de julho do ano passado, quando esta manifestou a vontade de “adquirir acções representativas de até 30% do capital social da Caixa Económica de Cabo Verde”. A GeoCapital só veio manifestar a sua pretensão de alienar as acções que detinha na Caixa Económica de Cabo Verde a 12 de novembro de 2018.

Ler mais
Recomendadas

WiZink lança Unido, a primeira app em Portugal aberta a todos utilizadores

A app gratuita funciona de forma independente, está aberta e disponível para todos os utilizadores, independentemente das entidades financeiras em que sejam clientes.

CGD emite 500 milhões de euros em dívida a cinco anos a 1,25%

A Caixa Geral de Depósitos realizou hoje uma emissão de dívida sénior não preferencial (senior non preferred), no montante de 500 milhões de euros, com o prazo de 5 anos e uma taxa de juro de 1,25%.

Banco de Portugal regista Nuno Zigue como CEO do Banco Santander Consumer Portugal

Em dezembro de 2018, Nuno Zigue foi nomeado CEO do Banco Santander Consumer Portugal, posição que foi agora reconhecida formalmente pelo Banco de Portugal.
Comentários