“Hospital Amadora-Sintra tenta o 2 em 1 que nem Vidal Sassoon”, acusa Sindicato dos Médicos

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta que médicos de Urgência Interna do Hospital Fernando Fonseca estão a ser obrigados a garantir as equipas de reanimação. Tarefas, diz, que não são sobreponíveis. SIM garante que na hipótese de ocorrer algum problema será pedida responsabilidade por parte do conselho de administração.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alertou, nesta quarta-feira, 31 de Outubro, o conselho de administração do Hospital Fernando Fonseca para a existência de médicos de Urgência Interna que estão a ser  obrigados a garantir as equipas de reanimação. Tarefas, diz, que não são sobreponíveis. Em carta dirigida ao presidente do Hospital Amadora-Sintra, sindicato  diz que as tarefas da Urgência Interna são exclusivas e que, caso venha a ocorrer algum problema, serão pedias responsabilidades.

“O SIM tomou conhecimento de que dois médicos de Urgência Interna do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca estão a ser instruídos/obrigados a garantir as equipas de reanimação”, alerta o sindicato, dando conta que nesta quarta-feira, 31 de outubro, foi dado conhecimento desta situação ao presidente do Hospital Fernando da Fonseca.

Na missiva dirigida a Francisco João Velez Roxo, o SIM alerta que “na hipótese de ocorrer algum problema, que ninguém deseja, é indubitável que será suscitada a responsabilidade por parte do Conselho de Administração bem como de todos os demais que, de algum modo, hajam comunicado, reiterado ou de outro modo corporizado as ordens/instruções/ obrigações em apreço”.

O SIM recorda que as tarefas da Urgência Interna são exclusivas, não sobreponíveis a quaisquer outras, razão, explica, por que não devem ser “perturbadas por acréscimo colossal de responsabilidades, como aqui se verifica”.

Isto mesmo, segundo o SIM, foi dado conhecimento nesta quarta-feira, 31 de Outubro, ao Conselho de Administração do Hospital Fernando da Fonseca na  carta assinada por Jorge Roque da Cunha, secretário geral do SIM.

Relacionadas

Sindicato dos Médicos lança calculadora de horas extra. Mais de 2.100 profissionais já fizeram contas

O Sindicato Independente dos Médicos disponibilizou, neste domingo, 28 de outubro, uma calculadora de horas extra. Objetivo: permitir aos médicos verificar se há erros nos pagamentos. Em 48 horas, mais de 2.100 profissionais já fizeram o cálculo das horas extra que têm de receber.

Sindicatos médicos contestam critério de redução de listas de utentes

Os sindicatos médicos consideram a proposta de Orçamento do Estado “meramente eleitoralista” e contestam que a redução da lista de utentes por médico de família fique dependente de 99% dos portugueses terem médico atribuído.

Urgências têm 20% dos médicos com idade para dispensa integral

No mês de junho continuavam em serviço 2.549 especialistas, apesar de terem mais de 55 anos. Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) contabilizou 1.637 médicos especialistas com dispensa do serviço de urgência por motivo de idade.
Recomendadas

Codvid-19. China regista “queda acentuada” no número de casos diários

O número de casos graves ascendeu a 11.864, enquanto 16.155 pessoas receberam alta, disse a Comissão. Embora os números sugiram uma tendência de queda, cientistas na China que estudaram análises de nariz e garganta de 18 pacientes dizem que o vírus pode ser mais contagioso do que se pensava anteriormente.

TargTex, a startup portuguesa que está a criar um gel para curar tumores cerebrais

A empresa, que recebeu investimentos da Portugal Ventures e da Comissão Europeia, conseguiu curar “os ratinhos” e está agora à espera de ‘luz verde’ para testar o seu “Reumon Gel do glioblastoma multiforme” em humanos.

Casos de hipertensão em crianças e adolescentes têm vindo a aumentar

A nível mundial, «a Academia Americana de Pediatria estima que a prevalência da HTA em idade pediátrica deverá rondar os 3,5%», diz o pediatra Sérgio Alves.
Comentários