Igreja Anglicana propõe orações e chá para enfrentar incerteza do Brexit

Perante os últimos dias de incerteza que têm marcado o ‘Brexit’, a Igreja Anglicana no Reino Unido está a fazer uma proposta peculiar aos fiéis: beber uma chávena de chá e fazer uma “oração” pelo futuro do país.

Perante os últimos dias de incerteza que têm marcado o ‘Brexit’, a Igreja Anglicana no Reino Unido está a fazer uma proposta peculiar aos fiéis: beber uma chávena de chá e fazer uma “oração” pelo futuro do país.

Apoiada pelos arcebispos da Cantuária (o líder espiritual da Igreja Anglicana) e de York, a iniciativa hoje divulgada tem como objetivo “reunir e discutir (o tema) na companhia de uma chávena de chá e rezar pelo país e pelo futuro” dos britânicos, explicou a Igreja de Inglaterra (ou Anglicana), num comunicado.

O convite está a ser feito para o fim de semana de 30 e 31 de março, um dia depois da saída prevista (a 29 de março) do Reino Unido da União Europeia (processo que é conhecido como ‘Brexit’).

Na nota informativa hoje divulgada consta um pequeno aviso os participantes na iniciativa: será necessário respeitar as “posições divergentes”, uma vez que cerca de três anos depois do referendo de 23 de junho de 2016, que viu 52% dos britânicos a votarem a favor do ‘Brexit’, o país continua muito dividido.

Do lado político, o consenso também está longe de ser encontrado. O acordo de saída negociado entre Bruxelas e a primeira-ministra britânica, a conservadora Theresa May, já foi rejeitado duas vezes, de forma expressiva, pelo Parlamento britânico.

No âmbito desta iniciativa, a Igreja Anglicana propõe algumas questões que podem servir como ponto de partida para uma conversação sobre este tema sensível no Reino Unido.

“Que efeito o ‘Brexit’ teve nas nossas relações familiares, de amizade…?” é uma das questões propostas pela Igreja Anglicana, que também propõe várias orações direcionadas “à união da nação” britânica, “aos dirigentes políticos”, “à salvação da democracia parlamentar britânica” ou aos líderes da União Europeia para que “possam liderar com sabedoria e discernimento”.

“Espero que cada um aproveite estes recursos e que estes nos ajudem a orar pelo nosso país neste momento crítico”, declarou o arcebispo da Cantuária, Justin Welby, no mesmo comunicado citado pelas agências internacionais.

A Igreja Anglicana conta com cerca de 25 milhões de membros batizados na Inglaterra e no País de Gales.

Ler mais
Recomendadas

CGD: Perdas relativas a créditos de Berardo representam 1% das provisões do banco, diz fonte próxima ao empresário

Em 2015, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) reconheceu quase metade como perdas, num total de 124 milhões de euros. Fonte próxima ao empresário diz que representa apenas 1% do total das provisões CGD entre 2006 e 2016.

CPI à CGD: PCP diz que “houve um desvio claro” da missão do banco público

O deputado do PCP Paulo Sá considerou hoje que houve “um desvio claro da CGD da sua missão como banco público”, e que a responsabilidade disso deve ser repartida pelos vários gestores do banco e pela tutela. “Houve um desvio claro da Caixa Geral de Depósitos [CGD] da sua missão como banco público. Isto é, […]

CPI à CGD: PS fala em falhas na gestão e defende relatório final despido de partidarite

João Paulo Correia considerou que ainda não é possível ao grupo parlamentar do PS fazer considerações finais sobre o relatório hoje conhecido, mas afirmou que há desde já conclusões que podem ser “densificadas”.
Comentários