‘Impeachment’: Casa Branca não vai participar nas audiências da próxima semana

O conselheiro da Casa Branca, Pat Cipollone, enviou uma carta na sexta-feira ao presidente do Comité Judicial da Câmara dos Representantes, Jerrold Nadler, alegando que a impugnação levada a cabo pelos democratas é “completamente infundada”.

A Casa Branca informou o Congresso que se recusa em participar nas audiências do processo de impugnação ao presidente norte-americano, Donald Trump, marcadas para a próxima semana no Comité Judicial da Câmara dos Representantes.

Segundo a “Reuters”, o conselheiro da Casa Branca, Pat Cipollone, enviou uma carta na sexta-feira ao presidente do Comité Judicial, Jerrold Nadler, alegando que a impugnação levada a cabo pelos democratas é “completamente infundada”.

Jerrold Nadler disse ainda Nancy Pellosi, speaker da Câmara dos Representantes, ordenou a continuação do processo de impugnação “sem que o Comité tenha ouvido qualquer tipo de provas” contra Donald Trump.

“Não temos nenhuma razão para participar porque o processo é injusto”, disse outro oficial. “Não tivemos uma oportunidade justa para participar. A speaker [Nancy Pellosi] já anunciou o resultado pré-determinado e eles [os democratas] não nos vão dar nenhuma hipótese de chamarmos testemunhas”, concretizou a mesma fonte.

Relacionadas

“Impeachment será usado como rotina para atacar futuros presidentes”. Trump reage ao anúncio de Nancy Pelosi

O presidente dos Estados Unidos utilizou a sua conta da rede social Twitter para reagir ao anúncio da Câmara dos Deputados que abriu caminho esta quinta-feira para a votação do impeachment.

“Ações do presidente violaram seriamente a constituição”. Pelosi abre caminho para votação de impeachment a Trump

Nancy Pelosi refere que ficou claro após dois meses de investigação que Donald Trump “violou o seu juramento” e pressionou uma potência estrangeira para o “ajudar nas eleições de 2020”.

‘Impeachment’: Relatório conclui que Trump colocou “interesses pessoais à frente dos Estados Unidos”

A Casa Branca já reagiu, classificando a investigação como “um embuste unilateral” que falhou no objetivo de “apresentar qualquer prova de má conduta”.
Recomendadas

“O racismo é veneno”. Merkel reage aos ataques em Hanau, na Alemanha

Também a presidente da Comissão Europeia condenou os ataques que provocaram 11 mortos esta quarta-feira. Além das 11 vítimas mortais, quatro pessoas ficaram feridas. Entre os mortos estão o autor dos disparos e a mãe do atacante.

Vendas de batatas fritas galegas disparam 150% depois de aparecerem no filme coreano Parasitas

A Bonilla a la vista, empresa de Arteixo na Galiza fundada em 1932, viu as vendas dispararem à medida que o filme Parasitas granjeou sucesso e venceu quatro Óscars, incluindo melhor filme.

Assassínio de Olof Palme pode ficar resolvido este ano

“Acreditamos ter uma ideia bastante clara do que aconteceu”, diz o Ministério Público sueco, encarregado de investigar a morte do primeiro-ministro, sucedida em 1986. Era um dos amigos ‘internacionais’ de Mário Soares.
Comentários