Importações e exportações caem em agosto, penalizadas pelo comércio fora da Europa

Com uma queda mais acentuada das importações de bens, balança comercial melhorou 78 milhões de euros.

O comércio internacional fora da Europa está a ter impactos no volume de importações e exportações em Portugal. Segundo dados divulgados esta quinta-feira pelo INE, as exportações e as importações de bens registaram em Agosto variações homólogas negativas de -3,8% e -4,0%, respetivamente, quando no mês anterior a evolução tinha sido positiva (+1,3% e +9,5% em julho de 2019, pela mesma ordem).

A informação publicada pelo organismo de estatística destaca os decréscimos nas exportações e nas importações de combustíveis e lubrificantes (-44,1% e -43,7%, respetivamente), “nomeadamente nas exportações de produtos transformados e nas importações de produtos primários”.

Com uma redução mais acentuada nas importações do que as exportações, o défice da balança comercial de bens registou uma diminuição de 78 milhões de euros face ao mês homólogo de 2018, atingindo 1.638 milhões de euros em agosto de 2019.

Excluindo a categoria de combustíveis e lubrificantes, a balança comercial atingiu um saldo negativo de 1.288 milhões de euros, registando um aumento do défice de 190 milhões de euros em relação a agosto de 2018.

Recomendadas

Siemens Gamesa compra fábrica de pás eólicas Ria Blades em Vagos

O consórcio germânico-espanhol comprou a fábrica portuguesa da alemã Senvion que emprega 1.400 trabalhadores.

Alimentos com mais açúcar, sal e gorduras banidos da publicidade para crianças

A publicidade a alimentos com elevado teor de açucar, sal e gordura como os chocolates, barras energéticas e refrigerantes, está proibida a partir de hoje num raio de 100 metros das escolas e em programas infantis de televisão e rádio.

Topo da agenda: tudo o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

A reunião do BCE esta quinta-feira será a última do mandato de Mario Draghi, numa semana na qual a incerteza sobre o Brexit irá continuar. A época de resultados chega ao PSI 20, com a Galp e a Jerónimo Martins a divulgarem números do terceiro trimestre.
Comentários