Imprensa estatal chinesa pede a Pequim que rejeite acordo para compra da Tik Tok nos EUA

O Global Times, controlado pelo estado chinês, inicialmente apelidou o negócio de “razoável” depois de surgirem notícias de que a Oracle e a Walmart tinham concordado em adquirir uma participação combinada de 20% da Tik Tok.

tik tok

A imprensa estatal chinesa acusou a administração Trump de “intimidação” e “lógica hooligan” depois do presidente dos Estados Unidos (EUA) ter ameaçado impedir o acordo da Tik Tok com a Oracle e a Walmart se a criadora chinesa da rede social, a ByteDance, mantiver o controlo, destacando o desafio que as empresas enfrentam para obter a aprovação de ambos os governos (EUA e China), segundo o “Business Insider”.

O Global Times, controlado pelo estado chinês, inicialmente apelidou o negócio de “razoável” depois de surgirem notícias de que a Oracle e a Walmart tinham concordado em adquirir uma participação combinada de 20% da Tik Tok.

No entanto, Trump e a Oracle resistiram às afirmações de que a ByteDance ficará com 80% das ações da empresa recém-formada, insistindo que a empresa chinesa precisará diluir ainda mais a sua participação ou correrá o risco de o negócio ser rejeitado.

Após a reviravolta, um editorial do jornal chinês considerou o acordo “injusto”, acrescentando que “a China não cederá à intimidação dos EUA e não aceitará um tratamento desigual que visa as empresas chinesas”.

Na segunda-feira, dia 21 de setembro, a ByteDance divulgou um comunicado na plataforma de blogues chinesa ‘Toutiao’, onde tentou minimizar as especulações de que estava a abdicar do controlo da Tik Tok, afirmando que continuará a deter 80% das ações da Tik Tok Global após a conclusão do negócio.

No entanto, Donald Trump afirmou à Fox News que a ByteDance “não terá nada a ver com isso e, se tiver, simplesmente não faremos o negócio. Vai ser controlado, totalmente controlado pela Oracle … e se descobrirmos que eles não têm controlo total, então não vamos aprovar o negócio”.

Ler mais
Recomendadas

Bayer compra empresa de biotecnologia americana por 3,3 mil milhões de euros

A empresa alemã vai pagar metade da verba, enquanto a outra metade será paga de acordo com os objetivos atingidos pela Asklepios BioPharmaceutical, que aposta em terapias genéticas e tratamentos contra a doença de Parkinson e problemas cardíacos.

Allianz compra 75% da Galp Gás Natural Distribuição por 368 milhões

A operação ficou fechada por 368milhões de euros. A Galp Gás Natural Distribuição detém nove empresas regionais de distribuição de gás natural em Portugal.

Estudo de impacto ambiental dá ‘luz verde’ ao projeto de modernização do terminal de contentores de Alcântara

Em entrevista ao Jornal Económico, Diogo Marecos, administrador da Liscont, concessionária do terminal detida pelo grupo turco Yilport, garante que a empresa está pronta para avançar com este projeto no primeiro trimestre de 2021, cujo investimento, de 120 milhões de euros, será da sua exclusiva responsabilidade.
Comentários