Incêndios: Fogo em Nisa mobiliza mais de 160 operacionais e vários aviões

O fogo, para o qual o alerta foi dado por volta das 14h30, atinge uma zona de pasto e mato na freguesia de Tolosa, no concelho de Nisa, distrito de Portalegre.

Um incêndio deflagrou esta quinta-feira à tarde numa área de mato no concelho de Nisa (Portalegre), com o combate às chamas a mobilizar mais de 160 operacionais, apoiados por 40 viaturas e vários aviões, indicou fonte dos bombeiros.

A fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre adiantou à agência Lusa que o fogo, para o qual o alerta foi dado por volta das 14h30, atinge uma zona de pasto e mato na freguesia de Tolosa, no concelho de Nisa, distrito de Portalegre.

A mesma fonte referiu que o combate às chamas mobilizava, às 16 horas, 167 operacionais, apoiados por 40 viaturas, além de vários meios aéreos.

Nas operações de combate já chegaram a estar envolvidos oito aviões de vários tipologias.

Recomendadas

Comprimidos para sexo no topo de medicamentos apreendidos em Portugal

Dos oito medicamentos mais apreendidos em Portugal, sete deles são para o tratamento da disfunção erétil enquanto o outro serve para estimular o desejo sexual e a libido, sendo que todos estes produtos são fármacos ilegais por não terem autorização para o mercado português, avança o Jornal de Notícias.

Baixas para assistência aos filhos vão ser pagas a 100%

Em entrevista ao jornal “Público”, a ministra do Trabalho e da Segurança Social afirma que o Governo vai criar condições para os “jovens terem filhos mais cedo”. Todas as famílias com um segundo ou mais filhos até três anos de idade terão direito a um cheque para apoio da creche.

Reutilização de recursos em queda. Economia mundial é apenas 8,6% circular

A quantidade total de recursos que entra na economia global aumentou 8,4% em apenas dois anos. De acordo com o novo relatório da organização Circle Economy, que será apresentado em Davos, o consumo mundial de novos recursos traduz-se em 100 mil milhões de toneladas, um novo máximo histórico.
Comentários