“Incentivo a empresas em Cascais está no limite na redução de taxas”, realça Carlos Carreiras

Na última edição do programa “Primeira Pessoa”, da plataforma multimédia JE TV, o atual presidente da Câmara de Cascais foi questionado sobre a forma como o município pode atrair empresas para que possam criar emprego neste concelho.

Candidato a um terceiro mandato na Câmara de Cascais, Carlos Carreiras admite que gostaria de se ter preparado mais cedo para o impacto da pandemia de Covid-19, apesar do papel pioneiro da autarquia na compra de equipamentos de proteção e material hospitalar, e mostra-se confiante na recuperação económica.

Apesar de enfrentar uma coligação do PS com o PAN e o Livre, um dos raros sociais-democratas a governar um dos principais municípios portugueses acredita que ficará mais quatro anos no poder.

Na última edição do programa “Primeira Pessoa”, da plataforma multimédia JE TV, o atual presidente da Câmara de Cascais foi questionado sobre a forma como o município pode atrair empresas para que possam criar emprego neste concelho.

Relacionadas

“Tires pode ser o principal aeroporto de Lisboa para a aviação executiva”, defende Carlos Carreiras

Na última edição do programa “Primeira Pessoa”, da plataforma multimédia JE TV, Carlos Carreiras enfatizou a urgência relativamente à construção do novo aeroporto de Lisboa e realçou que Tires pode mesmo assumir um papel fundamental como principal aeroporto para a aviação executiva.

“Acreditamos que sairemos da pandemia ainda mais fortes”. Veja o “Primeira Pessoa” com Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais

Acompanhe o programa “Primeira Pessoa” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Que propostas para as 308 câmaras? Podcast “JE Autárquicas 2021” já está disponível no Spotify

Este podcast, já disponível no Spotify, reúne todas as entrevistas efetuadas pela equipa do “Jornal Económico” no âmbito das eleições autárquicas e do programa da plataforma multimédia JE TV, “Primeira Pessoa”.
Recomendadas

Qual o balanço dos partidos sobre os resultados eleitorais?

Na generalidade, os líderes dos partidos com representação no Parlamento consideraram que alcançaram os objetivos a que se propuseram, embora também alguns representantes partidários tenham assumido que os resultados ficaram “aquém dos esperado”.

“É muito difícil não ver na conquista de Lisboa alguns indícios preocupantes para o PS”, avalia subdiretor do JE

A capital protagonizou a grande surpresa da noite com a vitória de Carlos Moedas. Na análise aos resultados das eleições autárquicas, Leonardo Ralha, subdiretor do JE, considera que, apesar da ganhar a maioria das autarquias do país, os socialistas vão ter que analisar este resultados e perceber se refletem o desgaste do próprio Governo.
Cartazes de Carlos Moedas e Fernando Medina

Nenhum candidato chegou aos 100 mil votos pela primeira vez desde que há eleições autárquicas

Carlos Moedas e Fernando Medina protagonizaram a primeira disputa pela Câmara de Lisboa, com a exceção das intercalares de 2007, em que não houve qualquer candidato a chegar à centena de milhar de eleitores. Para trás ficam as enormes vitórias, acima dos 200 mil votos, que dos dois lados do espectro político ocorreram em 1979 e 1993.
Comentários