Indeciso sobre a carreira? Este curso garante salários mensais de oito mil euros

O ISEC em Coimbra vai abrir o Curso Técnico de Manutenção de Aeronaves que garante 100% de empregabilidade. Nos próximos 10 anos, vão ser precisos 360 mil novos técnicos em todo o mundo.

Indeciso sobre qual a carreira a escolher no futuro? Este curso garante salários de, pelo menos, oito mil euros mensais e 100% de empregabilidade após obter o ‘canudo’.

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) vai abrir o Curso Técnico de Manutenção de Aeronaves a 30 de setembro que se destina a preparar técnicos para este mercado mundial que está em constante crescimento.

Os dois maiores fabricantes de avião do mundo – a europeia Airbus e a norte-americana Boeing – preveem fabricar 30 mil aviões até 2030, o que vai provocar um aumento exponencial da procura de técnicos neste setor. “Como cada avião requer, em média, uma equipa de manutenção de 12 técnicos, isso significa que o mercado mundial irá necessitar de mais de 360 mil novos técnicos na próxima década”, destaca o ISEC.

O curso tem a duração de seis anos que “dará acesso a um mercado com 100% de empregabilidade em todo o mundo e cujos salários médios, por mês, oscilam entre os 8 e os 9 mil euros”, segundo comunicado do ISEC.

“Lançámos este curso porque o mercado da aeronáutica é um dos que vai ter um maior crescimento nos próximos anos, quer a nível nacional, quer a nível europeu, quer a nível mundial: a procura de técnicos nesta área e os seus salários estão a aumentar a um ritmo acelerado”, segundo o presidente do ISEC, Mário Velindro.

“A mobilidade aérea é hoje um elemento central na cidadania dos jovens de todo o mundo, tanto para estudarem, como para trabalharem ou fazerem férias. Os aviões vão continuar, por isso, a ser alvo de uma forte procura”, acrescenta o responsável.

Segundo explica o ISC, um técnico de Manutenção de Aeronaves “realiza e verifica a manutenção preventiva e corretiva de aeronaves, identificando as suas falhas e eventuais anomalias. Deverá também, substituir e afinar, de forma eficaz, o equipamento e os componentes dos sistemas elétricos, mecânicos e estruturais”.

O primeiro ano do curso é de formação teórica em sala de aula, no ISEC em Coimbra. Os restantes cinco anos vão ser de estágio remunerado obrigatório, com os estudantes a irem estagiar em empresas como a Ogma – Indústria Aeronáutica de Portugal, a Ryanair, a Hi Fly e a Heli Bravo.

A academia Sevenair é a parceira deste curso do ISEC, que está certificado pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) e cumpre todos os regulamentos da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA).

“O curso vai ser muito exigente, uma vez que as condições colocadas, quer pela ANAC, quer pela EASA, também o são”, segundo Mário Velindro.

Ler mais
Recomendadas

Para onde viajar? Conheça as restrições de viagens aplicadas pelos países europeus

Um guia que explica se pode ou não ir na Europa, dadas as restrições impostas à circulação entre países resultantes da pandemia de Covid-19.

Reduza a sua pegada ecológica através da seleção dos seus alimentos

Prefira alimentos sazonais e locais, de forma a evitar os gastos de transporte. Tente respeitar as proporções das diferentes fatias da roda dos alimentos. Evite também o desperdício alimentar.

Não abandone o seu animal de estimação. Conheça algumas soluções caso vá de férias

Actualmente já existem várias soluções para quem não pode levar o seu companheiro de quatro patas. Existem hotéis para animais de estimação um pouco por todo o País.
Comentários