Indústria do cimento debate descarbonização em conferência esta segunda-feira no CCB

“Iremos dar espaço a especialistas numa perspetiva transversal – da arquitetura, da engenharia, da banca de investimento e, como é óbvio, da própria indústria nacional”, é assim que Gonçalo Salazar Leite resume a conferência que a ATIC irá promover esta segunda-feira, dia 3 de junho, entre as 8h30m e as 11 horas, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

O lema desta iniciativa é ‘Desafios à Sustentabilidade dos Setores Económicos Portugueses: Descarbonização da Indústria, Smart Cities e Construção’. A sessão de abertura tema presença confirmada de Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia. O primeiro painel de debate, sobre ‘Descarbonização e Economia – A Competitividade da Indústria’, contará com a participação de Nuno Lacasta, presidente da APA – Agência Portuguesa do Ambiente; Ricardo Bayão Horta, professor emérito da Universidade de Lisboa, professor catedrático jubilado do IST – Instituto Superior Técnico e ex-presidente da Cimpor; João de Mello, presidente do conselho de administração da Bondalti; e Paulo Martins, membro da comissão executiva do Haitong Bank, sendo moderado por Filipe Alves, diretor do Jornal Económico.

Às dez horas, Carmen Andrade, professora e investigadora do Instituto de Ciencias de la Construcción Eduardo Torroja, irá apresentar um estudo sobre ‘Absorção de CO2 por edifícios em betão’. O segundo painel, a partir das 10h45m, sobre o tema ‘Resiliência e Sustentabilidade das Cidades – Smart Cities’, irá contar com a participação de Carlos Mineiro Aires, Bastonário da Ordem dos Engenheiros; Fernando Santo, administrador executivo do Montepio Gestão de Ativos Imobiliários; Manuel Reis Campos, presidente da CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário; e João Pardal Monteiro, antigo presidente da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, com a moderação a cargo de Pedro Pinto, subdiretor de informação da TVI.

A sessão de encerramento desta conferência será assumida por Luís Fernandes, presidente do conselho executivo da ATIC e CEO da Cimpor Portugal, e por Nuno Lacasta, presidente da APA.

Recomendadas

Emprego com remuneração insuficiente afeta quase 500 milhões de pessoas

Quase 500 milhões de pessoas no mundo trabalham menos horas pagas do que gostariam ou não têm acesso a um emprego suficientemente remunerado, de acordo com um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado hoje.

José Eduardo dos Santos cancela entrevista à Lusa

José Eduardo dos Santos tinha uma entrevista marcada com a Agência Lusa, mas acabou por cancelá-la. O ex-presidente de Angola explicou que deixou de haver condições para realizar a dita entrevista.

Paulo Trigo Pereira: “Se tiver excedentes orçamentais a economia cresce menos”

O economista e professor universitário defendeu que “não basta dizer na folha de excel qual o saldo necessário para reduzir a dívida” e sustentou que “a sustentabilidade da dívida tem três dimensões: económico-financeira, social e política”.
Comentários