Inflação em Portugal fixada no negativo, abaixo da média europeia

Portugal apresentou a taxa de inflação mais baixa na zona euro e da União Europeia e, simultaneamente, a única no negativo.

David Paul Morris/Bloomberg

A inflação da zona euro no mês de julho situou-se em 1%, apresentando uma queda desde o mês de junho, quando se fixou em 1,3%, revela o Eurostat esta segunda-feira, 19 de agosto. Na União Europeia, a inflação fixou-se em 1,4% em julho, caindo desde os 1,6% verificado em junho.

Portugal apresentou a taxa de inflação mais baixa na zona euro e da União Europeia e, simultaneamente, a única no negativo. A taxa de -0,7% foi ainda a mais reduzida dos últimos dois anos. A taxa em Portugal cai de 0,7% do mês passado e de 2,2% de julho de 2018.

A taxa em baixa verificou-se em Portugal, que apresentou -0,7%, enquanto o Chipre se fixou em 0,1% e Itália em 0,3%. Por sua vez, o gabinete estatístico europeu revelou que as taxas de inflação mais elevadas se fixou na Roménia, com 4,1%, Hungria com 3,3% e Letónia e Eslováquia com 3%.

Em comparação com o mês anterior, a inflação caiu em 15 estados membros, mas permaneceu estável em dois e aumentou em 11.

As maiores contribuições para a taxa de inflação foram os ‘serviços’, com 0,53 pontos percentuais (p.p.), seguidos pela ‘comida, álcool e tabaco, com 0,37 p.p., ‘bens industriais não energéticos’, com 0,08 p.p. e a ‘energia’, com 0,05 p.p.

Recomendadas

“Não queremos um acordo parcial”. Trump perspetiva acordo comercial com a China para 2020

Trump disse que o seu relacionamento com o Presidente chinês, Xi Jinping, é muito bom, mas reconheceu que não tem sido fácil conseguir uma solução para a “guerra comercial” que separa os dois países há um ano e meio.

Correios britânicos estão a investigar “com urgência” devoluções de votos postais portugueses

Um porta-voz do Royal Mail confirmou a existência de “alguns casos” em que os envelopes que contêm o voto postal para os cidadãos portugueses que vivem no Reino Unido não estão a ser reconhecidos pelos sistemas de processamento da empresa.

António Costa homologou parecer da PGR sobre contratos do Estado com empresas de familiares de governantes

Parecer tinha sido pedido a 30 de julho na sequência da polémica com empresa do filho do ex-secretário de Estado da Proteção Civil. O caso foi suscitado depois da notícia do Observador sobre os três contratos do filho de José Artur Neves celebrados com o Estado quando o pai estava em funções políticas.
Comentários