Infraestruturas de Portugal moderniza gestão de terminais multimodais

Desde que a solução foi implementada, pela Fordesi, o tempo de atendimento na portaria baixou e o número de emails trocados diminuiu substancialmente.

A Infraestruturas de Portugal escolheu a solução IP4Log da Fordesi para modernizar a gestão de terminais multimodais de mercadorias da Bobadela e de Leixões.

Enquanto gestora de terminais, a Infraestruturas de Portugal procurava uma solução que conseguisse agilizar os processos logísticos dos seus terminais multimodais de mercadorias: as portarias rodoviárias, a expedição rodoviária e ferroviária e o parqueamento de mercadorias, e que, simultaneamente, fosse ao encontro, de forma inovadora, às necessidades dos diversos stakeholders, permitindo integrar a informação dispersa por toda a cadeia logística e de transporte.

O IP4Log permite à Infraestruturas de Portugal “uma gestão melhor e mais ágil, com menos recursos” e “uma melhoria do nível de satisfação de clientes e stakeholders”, além de uma imagem de “eficiência e modernidade.”

João Silva, diretor do Departamento de Exploração de Terminais da Infraestruturas de Portugal, contabiliza os ganhos já obtidos com esta mudança de paradigma: “esta implementação permitiu ganhos efetivos de eficiência, assumindo-se como uma ferramenta de excelência no tratamento da gestão rodoferroviária da cadeia logística do transporte de contentores, numa perspetiva de melhoria contínua”.

Só nestes primeiros meses de 2018, são já 111 as empresas registadas na plataforma, das quais 25% são agentes e 75% transportadores. O tempo de atendimento na portaria reduziu-se a um mínimo de dois a cinco minutos e o número de emails trocados com os clientes e operadores de transporte decaiu 83%. Num horário de atendimento 24×7, essencialmente telefónico e online, foram feitas cerca de 14 mil reservas e autorizações de levante online, sem qualquer recurso a emails. Foram ainda processados, aproximadamente, sete mil contentores por mês para carga e descarga.

O IP4Log é um hub multimodal. Suporta, de forma integrada, os processos logísticos e de transporte, portarias, documentação, processos alfandegários e faturação.

A plataforma faz a integração com os sistemas dos parceiros externos, como a JUP/JUL do Porto de Sines, o operador ferroviário Medway e com o ERP (SAP) da Infraestruturas de Portugal para a faturação automática, utilizando sempre standards de mensagens e tecnologias “state of the art”.

Na prática, num único portal de serviços, é possível aos clientes, agentes, despachantes, transportadores e alfândegas trocar toda a informação de que necessitam para agilizar os seus processos logísticos dos terminais da Infraestruturas de Portugal.

O hub mensagens digitais faz a interoperabilidade com outros sistemas de informação e garante a rapidez e a desmaterialização dos processos, agilizando o atendimento nas portarias e a carga e descarga de comboios, suportando pré-autorizações online e o tratamento automático dos processos documentais entre os vários stakeholders, mitigando erros humanos e pontos únicos de falha.

A ligação à JUP/JUL permite a troca de documentação e mensagens operativas, autorizações de levante e entrega, carga e descarga de comboios e a desmaterialização da documentação, tornando o processo totalmente digital e sem intervenção humana. Por sua vez, o recurso a tecnologias mobile nas operações em parque possibilita o rápido posicionamento das mercadorias, a conferência de comboios e o registo de danos e temperaturas.

“A tecnologia IP4Log desmaterializa processos, agiliza disponibilidade e integra a comunicação entre os vários intervenientes envolvidos”, salienta a tecnológica portuguesa, fundada em 1988, especializada nos setores da logística e transportes, onde pontifica com uma oferta a 360º, que vai do desenvolvimento e integração de soluções até à consultoria e inovação.

Ler mais
Recomendadas

Epson Europa vê Portugal como “mercado totalmente estratégico”

Raúl Sanahuja, responsável de Relações Públicas e Comunicação da Epson, considera que as empresas portuguesas são mais “ousadas” e “lançadas” na integração de tecnologia de impressão.

“Quero que os doutorados tragam mais qualidade para a gestão”

O ministro Santos Silva lançou um repto aos graduados a viver no estrangeiro: coloquem o vosso ‘know-how’ ao serviço do desenvolvimento do país.

O professor do ano

Numa escola da Figueira da Foz há um professor que continua a transmitir paixão pelo conhecimento. Os alunos recordam e agradecem.
Comentários