Instalações nucleares de Natanz registam incidente na rede de distribuição elétrica

As instalações nucleares de Natanz sofreram hoje um incidente na rede de distribuição elétrica, noticiou a televisão estatal, que citou o porta-voz do programa nuclear civil do Irão.

Raheb Homavand / Reuters

As instalações nucleares de Natanz sofreram hoje um incidente na rede de distribuição elétrica, noticiou a televisão estatal, que citou o porta-voz do programa nuclear civil do Irão.

Behrouz Kamalvandi não forneceu mais detalhes, adiantando apenas que não houve feridos.

Houve “um acidente em parte da rede elétrica na instalação de enriquecimento Shahid-Ahmadi-Rochan”, disse o porta-voz a agência de notícias Fars, referindo-se ao complexo nuclear de Natanz, onde as autoridades iranianas lançaram na véspera novas cascatas de centrifugadoras proibidas pelo acordo nuclear iraniano de 2015.

O Presidente do Irão, Hassan Rohani, inaugurou a nova fábrica de montagem de centrifugadoras em Natanz no sábado.

As novas centrífugas oferecem ao Irão a capacidade de enriquecer urânio mais rapidamente e em maiores quantidades, em volumes e com um grau de refinamento proibido pelo acordo de 2015 alcançado em Viena entre aquele país e a comunidade internacional.

Os Estados Unidos denunciaram unilateralmente esse acordo em 2018, restabelecendo as sanções dos EUA, que tinham sido levantadas ao abrigo do pacto.

Uma explosão em julho danificou as instalações de Natanz. Mais tarde, o Irão indicou que o incidente se deveu a sabotagem.

Ler mais
Recomendadas

Alemanha com 12.656 novas infeções e 127 mortes

A Alemanha, que este domingo alivia as restrições para os cidadãos vacinados, registou nas últimas 24 horas 12.656 novas infeções por covid-19 e 127 mortes, segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI).

Índia com mais de 400 mil infeções pelo quinto dia consecutivo

A Índia registou este domingo mais de 400 mil novas infeções de Covid-19, pelo quinto dia consecutivo, e reportou mais de 4.000 óbitos diários, pelo segundo dia consecutivo, anunciou o Ministério da Saúde do país.

Esquerda Republicana deverá governar a Catalunha sem coligação

Junts per Catalunya diz que vai continuar a negociar, mas abre a porta a um possível apoio meramente parlamentar. Se não houver um novo governo de pleno direito até 26 de maio, novas eleições ficam automaticamente marcadas.
Comentários