IPO do grupo Ant regista procura histórica de três biliões de dólares por parte de investidores

Apesar dos riscos de escrutínio, os investidores de retalho e institucionais estão a correr para comprar ações do grupo que opera a maior plataforma de pagamentos da China, bem como outros serviços financeiros.

O Ant Group, de Jack Ma, verificou uma procura histórica pela sua Oferta Pública Inicial (IPO), e permanece na linha para declarar o maior IPO do mundo. Vários investidores de retalho realizaram ofertas num valor recorde de três biliões de dólares (2,6 biliões de euros) em ações na sua IPO, de acordo com a “Reuters”.

Apesar dos riscos de escrutínio, os investidores de retalho e institucionais estão a correr para comprar ações do grupo que opera a maior plataforma de pagamentos da China, bem como outros serviços financeiros. A empresa espera levantar 34,4 mil milhões de dólares (29,5 mil milhões de euros) entre a bolsa de Shangai e de Hong Kong, tendo ainda o objetivo de ultrapassar o IPO da Saudi Aramco.

O mercado de Shangai já atraiu 19 biliões de yuans (2,4 biliões de euros) em ofertas destes investidores, ou seja, 872 vezes mais que as ações que estão reservadas para estes investidores, revelou a empresa à “Reuters”. A bolsa de Hong Kong, por sua vez, recebeu 1,3 biliões de dólares de Hong Kong (144 mil milhões de euros), ou 389 vezes mais do que as ações que estão atualmente disponíveis para oferta.

As perspetivas da empresa estão bastante elevadas dada a procura mundial que está a receber. Ao lançar-se nos mercados da China e de Hong Kong, a Ant Group pretende afastar-se do escrutínio norte-americano que está a decorrer às empresas chinesas, bem como incentivar as empresas chinesas a apostar nas bolsas nacionais em vez de Wall Street.

Relacionadas

Fintech de Jack Ma pode bater Saudi Aramco e protagonizar maior IPO de sempre

A empresa deverá começar a negociar na bolsa de Hong Kong a 5 de novembro, sendo desconhecido quando essa negociação vai começar em Shangai.
Recomendadas

EDP conclui venda à Total de duas centrais a gás e carteira comercial em Espanha

A EDP concluiu esta terça-feira a venda de um portefólio de ativos térmicos e clientes de comercialização de energia em Espanha à Total por um enterprise value de 480 milhões de euros.
Debenhams

Mais de dois séculos depois, retalhista britânica Debenhams fecha atividade

A cadeia retalhista britânica Debenhams vai encerrar todas as lojas no Reino Unido depois de 242 anos de atividade porque não se encontrou um comprador, pondo em risco 12 mil postos de trabalho.

Visitas ao site do JE disparam em novembro, com subida de 33% para 5,8 milhões

O número de utilizadores do site do Jornal Económico aumentou 30% em novembro, face a outubro, para um total de 2,7 milhões. Acessos móveis representaram 79% do total. Plataforma multimédia JE TV tem cada vez mais telespectadores. Obrigado pela sua preferência!
Comentários