Irão emite mandado de prisão para Donald Trump

Em causa está a morte de Qassem Soleimani, general líder da Força Quds da Guarda Revolucionária, que aconteceu a 3 de janeiro deste ano.

donald_trump_irão
Michael Reynolds/EPA via Lusa

O Irão emitiu um mandado de prisão para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e outras 35 pessoas pela morte do general Qassem Soleimani, revelou o procurador de Teerão Ali Alqasimehr, segundo avança esta segunda-feira o britânico “The Guardian”.

Ali Alqasimehr explicou que “os mandados foram emitidos sob a acusação de assassinato e ação terrorista” e acrescentou que “o Irão pediu à Interpol para emitir um “alerta vermelho” para Trump e os outros indivíduos acusados ​​pela República Islâmica de participar do assassinato de Qassem Soleimani.

O líder da Força Quds da Guarda Revolucionária, Qassem Soleimani, morreu num ataque, levado a cabo pelos EUA, no Iraque, a 3 de janeiro. Washington tinha acusado o general de orquestrar ataques com milícias contra as forças norte-americanas na região iraquiana.

O procurador de Teerão assegurou ainda que o Irão “continuará a investigar o assunto após o fim do do mandato presidencial de Donald Trump”.

 

 

Ler mais
Relacionadas

Escócia questiona plano britânico de “corredores” internacionais sem quarentena

A chefe do Governo escocês, Nicola Sturgeon, lamentou hoje a falta de consulta por parte do executivo britânico sobre o levantamento, para certos países, da quarentena imposta devido à pandemia da covid-19 e admitiu tomar medidas diferentes.

Wall Street começa nova semana com velhos sentimentos

Nos próximos dias a volatilidade deverá continuar presente. Não esquecer que os dados do emprego vão ser divulgados na quinta-feira, dado que sexta-feira é 4 de Julho, feriado nos EUA.

“Mudança rápida e perigosa”. Estado norte-americano do Texas mais que duplica média de infeções diárias por Covid-19

“Nas últimas semanas, o número diário de casos passou de uma média de 2.000 para mais de 5.000”, admitiu o governador do Texas, que decidiu reduzir a lotação dos restaurantes de 75% para 50%.
Recomendadas

É oficial: Donald Trump retira Estados Unidos da OMS

“O Congresso recebeu a notificação de que o Presidente retirou oficialmente os Estados Unidos da OMS em plena pandemia”, escreveu no Twitter o senador democrata Robert Menendez. Washington e ONU já confirmaram.

“Gripezinha ou resfriadinho”. Imprensa brasileira relembra declarações de Bolsonaro sobre a Covid-19

Presidente sempre desvalorizou doença, comparando-a a uma “gripezinha” ou “resfriadinho” e promovendo o uso de hidroxicloroquina, que afirma já ter tomado. Reações das redes sociais também merecem destaque na imprensa.

Comprar uma marca de sapatos. Warren Buffett elege “erro mais terrível”

Embora Warren Buffett estivesse errado sobre as perspetivas da Dexter, reconheceu a ameaça que logo afundaria a empresa: os sapatos importados e baratos, vindos de países com baixos salários.
Comentários